(¯`·._.· HELOÍSA ·._.·´¯)

Suas vivências: coerências e incoerências... sua viagem no Tempo presente, atravessando as pontes do passado.

Conterá Poesia, Prosa Poética e uma abordagem simplificada as diversas formas de ARTE.

Minha finalidade é aproveitar este *ESPAÇO* privilegiado, como veículo de comunicação,
para fazer isso mesmo: *COMUNICAÇÃO* e inter-acção entre quem escreve e quem lê e... vê:*VISITANTES DESTE ESPAÇO*

*PERDOEM A AUSÊNCIA DE ACENTOS*

(¯`·._) Escreva-me (¯`·._)

E-mail

(¯`·._) Meu banner (¯`·._)
Conversando com as Palavras
[ Código ]


(¯`·._) Amigos (¯`·._)

Conversando com as Palavras
ASHERA Concurso de Poesia 2008

Ora, vejamos...
Concurso de Poesia
@ Lulu.com
Contacto
ORA VEJAMOS
ALMA MINHA
137 A Base (inexata) da Ignorância
a Barca de Lyra
Afinidade Mily
Algo Tão Doce!
A Direccao do Voo MARIA DO CEU COSTA
Aqui Maria do Ceu Costa
Arde o Azul
A Procura de Cleopatra Marco Antonio
Ao Sabor da Aragem JMTleles da Silva
Art & Design de Isabel Filipe
Betanices BETANIA
Bodeguita
Branco e Preto I AMITA
Branco e preto
Canção de Outono
Cartas e Pensamentos
Casa de Contos
Ceu & Inferno_Larousse
Cidadão do Mundo
Conversas de Xaxa 4 PETER
E Deus Tornou-se Visível
Hora Absurda HENRIQUE
Encosta do Mar ANA
Entre Outras Mil
Et Alors
EternamenteMenina
Fabio Ulanin
From Within
Heloisa conversando com as palavras2
Holísticos
Hora Absurda II
Jornal Mil e Uma Notas
Letras Ao Acaso
Luz da Minha Alma
Oceano sem fim Antonio Soares
Ocasos
Ofeliazinha
Palavras de Algodao
pátria d'água
Pensamentos de Laura
Peter's
Poemas de Amor e Dor
Porto de Abrigo
Quem Tem Medo de Baby Jane
(re)Criando
Rodrigo Della Santina
Tem Poemas
Trilhas do Olhar
Velho da Montanha, O
Vagueando, Carlos
LAGOS (GELADOS) com ou sem CISNES...II,Valquielo Heloisa

*PARABENS MARIA AZENHA*
Word Land
Zadig

(¯`·._) Lembranças (¯`·._)



(¯`·._) Créditos (¯`·._)



This page is powered by Blogger. Isn't yours?

(¯`·._) sábado, fevereiro 12, 2005 (¯`·._)


***CEU E INFERNO***

* E MEU QUERIDO AMIGO VITOR*
***************************************
Hoje, faz um ano, que "nasceu" o "espaco" intitulado:*CEU E INFERNO*!
Faco questao, de trazer aqui esse facto, como forma de Homenagear meu muito QUERIDO AMIGO VITOR! Ele, e' um Ser Humano fantastico e, e', tambem, um Escritor Nato!

Faco votos_SINCEROS E "URGENTES"_, de que daqui a um ano, possamos estar a festejar o lancamento do livro:_CEU E INFERNO!

_Nada mais vou dizer. Vou deixar, VITOR, falar por Ele proprio, atraves das Suas Palavras! Assim, tomei a liberdade de ir buscar a Seu BLOG, a Sua primeira POSTAGEM nesse dia, 12 de Fevereiro, do ano transacto!
_AQUI FICA, COM MEU ABRACO, MEU CARINHO E MEU RESPEITO!

_VITOR, ha' muito tempo atras, permitiu-me usar as Palavras Dele, como eu bem entendesse: ESTOU FAZENDO USO DESSA *OFERTA*/PERMISSAO!

_Meus Amigos, que, ainda nao O conhecem: convido-VOS a ler e a tirarem Vossas ilaccoes!

_Meu Abraco de Carinho para todos VOS!
Vossa, Heloisa.
**********************


***CEU E INFERNO***
***********************
fevereiro 12, 2004

INÍCIO


Ando há anos a escrever uma história, que começou por ser um ensaio e somente destinado a mim, sobre uma série de assuntos, sobre os quais tinha ideias já bem definidas. Ideias essas que não conseguia debater com ninguém, porque invariavelmente me deparava com um muro de preconceito, que inibia qualquer tipo de debate. Só que continuo a considerar esses assuntos importantes, pois dizem respeito ao conjunto formado pelas crenças e formas de pensar da maioria da sociedade, que se reflectem na postura e maneira de agir, quer individual, quer colectiva. Publicarei aqui, a história à medida que ela for sendo escrita. Claro que, e de acordo com a mensagem de boas vindas, estou receptivo aos comentários, que quem quer que seja, pretender produzir e espero que, na realidade, este espaço se torne numa espécie despretensiosa de fórum, em que democraticamente se chegue a conclusões.É que a criatividade do espírito humano não tem limites e quantas cabeças andarão por esse Mundo fora, cheias de ideias, cheias de razão, mas sem terem oportunidade de serem ouvidas e assim darem o seu contributo, que talvez, fosse muito mais válido e razoável, do que as sentenças proferidas pelas “Cabeças Laureadas, que fazem a opinião pública e tocam o rebanho ao sabor das suas conveniências. Assim, aqui vão as primeiras linhas da tal história e venham de lá esses comentários, caso por ventura, elas vos mereçam a vossa atenção.Larousse"

----------------------------------------

CÉU E INFERNO - cap. I (parte - 1)
Há já um bom tempo que esta vontade existe em mim. A vontade de escrever sobre coisas que se passaram, umas vividas por mim, outras não.Tudo está registado nos Arquivos Históricos da nossa Organização. Descrito duma maneira fiel e isenta.Através dos tempos a técnica de Registo Fiel foi de tal maneira apurada, que desde há muito que deixou de haver lugar a distorções semânticas e a segundas ou terceiras interpretações. Quando algo acontece, fica registado. Não só a sequência cronológica dos factos, mas também as emoções e sentimentos lá ficam para que se alguém consultar o Arquivo, saiba exactamente o que se passou, sem julgamentos morais, sem condenações de qualquer espécie.No apurar desta técnica que a ultra-vibrologia nos trouxe, esteve sempre presente a intenção do apuramento da verdade, com a qual possamos aprender mais e mais, para que o nosso crescimento individual se possa fazer da forma mais harmoniosa e equilibrada. Claro que não dominamos o conhecimento do nosso crescimento até formas mais evoluídas do que a nossa. Somente sabemos o que se passa em estadios menos evoluídos do que o nosso e creio que ainda muito superficialmente o que nós somos, tal como estamos, no ponto evolutivo em que nos encontramos.Não tenho muito tempo para escrever, pois a direcção deste Sector mantém-me de tal maneira ocupado, que por vezes nem descanso. Mas o cansaço no sentido físico do termo ,há muito que é apenas uma recordação. A partir duma certa altura do nosso crescimento, as nossas necessidades passam a ser outras. Somos vivos. Mais vivos do que nunca anteriormente fomos, mas não deixamos de ser porções de energia, seja isso o que for, pois embora ao nosso nível a manipulemos mais eficazmente, continuamos a não encontrar uma definição com a exactidão satisfatória para o conceito.Como estava a dizer, somos porções de energia, imersas numa quantidade muito maior de energia, que se manifesta das mais variadas maneiras e interagimos permanentemente umas com as outras, realizando permutas para que a vida se mantenha para toda a eternidade e por isso continuamos a ter necessidades ,mas diferentes consoante o estadio evolutivo.Há uma constante que se mantém independente, que é o dar e receber. “PARA RECEBERMOS TEMOS DE DAR E PARA DAR TEMOS DE RECEBER”.Decidi dar satisfação a esta vontade de escrever, pois creio que apesar da exactidão com que tudo está registado, algo ainda falta, a síntese que só um espírito nas suas vivências, com todas as suas imperfeições e limitações, consegue realizar. Não sei para quem escrevo. Provavelmente para ninguém a não ser eu próprio. Mas não ponho a questão nestes termos por egoísmo, ou por necessidade de preservar apenas para mim, qualquer forma de conhecimento que não pretenda partilhar com os outros. Faço-o por satisfação pessoal, por uma questão de gosto e de amor no sentido lato do termo, pois sem ele não podemos viver. É ele o elo que nos mantém e que ninguém tenha a pretensão de viver sem ele. Em toda a caminhada que tem sido a minha vida nas suas diversas nuances, que não sei ainda quando começou, tem sido esse o grande ensinamento e conteúdo que extraí. O que vou descrever passou-se há muito tempo. Faz parte das minhas memórias, que hoje acaricio e guardo com carinho no meu íntimo, já isento de ressentimentos, o que faz com que me sinta em paz e mais livre do que alguma vez anteriormente me senti. As coisas deixaram de ser um fardo e felizmente que o Todo Poderoso me doou esta felicidade que me comove e que desejo partilhar com todos. É um sentimento de união e comunhão com todas as criaturas deste Universo, que me habita e me faz pôr estas memórias sob esta forma. Sei que outras criaturas mais evoluídas estarão mais felizes ainda. São seres que passaram por este plano e por este lugar e quem sabe, talvez tenham feito o mesmo que eu neste momento estou a fazer. Talvez um dia o venha a descobrir...
Posted by as1586575 at 07:06 PM Comentários: (2)

CÉU E INFERNO - cap. I (parte - 2)

_Convido-VOS, meus Bons e pacientes Amigos e Leitores, a Lerem um pouco mais, neste meu outro "espaco", criado ha' pouco (ainda imberbe), onde poderao tambem apreciar, como meu AMIGO *LAROUSSE*/VITOR*, para alem de Escritor, e' tambem, um Artista em outros aspectos. Sendo ainda, um Empresario e, um Profissional, de garra e valor!!!...

As Imagens que la' se encontram, sao de SUA ARTE E ENGENHO e, que, com a GENEROSIDADE que Lhe e' caracteristica, me ofereceu:_AQUELAS E OUTRAS_!!!!!!!!!!

_Peco-Lhes pois, a gentileza, de irem La' observar e continuar a leitura, quando isso, vos for conveniente e aprazivel!

_Meu Obrigada e Meu Abraco!

_Deixo o "link". Mas, se nao ficar directo, por favor, vao ao POST anterior, que ele la' esta':_eu, com esta "coisa de links" e, etc... sou aquela "santa desgraca"!..........
********************H. (*:*)
******************************

http://heloisaconversandocomaspalavras.blogspot.com/

-------------------------------------
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


Escrito por Heloísa às 11:32:00 da tarde.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home