(¯`·._.· HELOÍSA ·._.·´¯)

Suas vivências: coerências e incoerências... sua viagem no Tempo presente, atravessando as pontes do passado.

Conterá Poesia, Prosa Poética e uma abordagem simplificada as diversas formas de ARTE.

Minha finalidade é aproveitar este *ESPAÇO* privilegiado, como veículo de comunicação,
para fazer isso mesmo: *COMUNICAÇÃO* e inter-acção entre quem escreve e quem lê e... vê:*VISITANTES DESTE ESPAÇO*

*PERDOEM A AUSÊNCIA DE ACENTOS*

(¯`·._) Escreva-me (¯`·._)

E-mail

(¯`·._) Meu banner (¯`·._)
Conversando com as Palavras
[ Código ]


(¯`·._) Amigos (¯`·._)

Conversando com as Palavras
ASHERA Concurso de Poesia 2008

Ora, vejamos...
Concurso de Poesia
@ Lulu.com
Contacto
ORA VEJAMOS
ALMA MINHA
137 A Base (inexata) da Ignorância
a Barca de Lyra
Afinidade Mily
Algo Tão Doce!
A Direccao do Voo MARIA DO CEU COSTA
Aqui Maria do Ceu Costa
Arde o Azul
A Procura de Cleopatra Marco Antonio
Ao Sabor da Aragem JMTleles da Silva
Art & Design de Isabel Filipe
Betanices BETANIA
Bodeguita
Branco e Preto I AMITA
Branco e preto
Canção de Outono
Cartas e Pensamentos
Casa de Contos
Ceu & Inferno_Larousse
Cidadão do Mundo
Conversas de Xaxa 4 PETER
E Deus Tornou-se Visível
Hora Absurda HENRIQUE
Encosta do Mar ANA
Entre Outras Mil
Et Alors
EternamenteMenina
Fabio Ulanin
From Within
Heloisa conversando com as palavras2
Holísticos
Hora Absurda II
Jornal Mil e Uma Notas
Letras Ao Acaso
Luz da Minha Alma
Oceano sem fim Antonio Soares
Ocasos
Ofeliazinha
Palavras de Algodao
pátria d'água
Pensamentos de Laura
Peter's
Poemas de Amor e Dor
Porto de Abrigo
Quem Tem Medo de Baby Jane
(re)Criando
Rodrigo Della Santina
Tem Poemas
Trilhas do Olhar
Velho da Montanha, O
Vagueando, Carlos
LAGOS (GELADOS) com ou sem CISNES...II,Valquielo Heloisa

*PARABENS MARIA AZENHA*
Word Land
Zadig

(¯`·._) Lembranças (¯`·._)



(¯`·._) Créditos (¯`·._)



This page is powered by Blogger. Isn't yours?

(¯`·._) quinta-feira, fevereiro 24, 2005 (¯`·._)


***MINHA PRINCESINHA NASCEU HOJE***

*HA' 30ANOS ATRAS!*
**************************
Era uma tarde de SOL*!
E... Brilhou mais luminoso em meus olhos e coracao, quando as 13:30H,
Me colocaram no Peito, um* Novelinho de Carne Rosadinha* e, em cetim e veludo, era o seu "toque"!!!!!!!!!!............

Tinha o nariz e boca mais pequenino e, belo, que jamais havia visto (Seus irmaos eram igualmente BELOS! Mas ,aquele tamanho de narizinho e boquinha foi unico!)!!!!!!!!!

_Minha Alegria era (e' ) inenarravel! _Minha PRINCESA!_MINHA MENINA (unica Menina!): Ela, e' unica, no meio dos rapazes!
_Hoje, possui ela, duas Princesinhas (com seus narizes bocas e demais elementos corporais de
Beleza IMPAR_Para Ela e, para MIM!).........

_S,e me pusesse aqui a contar ,a quantidade de Alegrias, Risos e Maravilhas que Ela fez e provocou... esgotava o "Espaco" disponivel para "BLOGUES"! E... dava-Vos conta da paciencia_!...
Assim, vou resumir em poucas e simples palavras .E, exclamo apenas:_OBRIGADA O' CEUS E TERRA! O' FORCAS DO BEM QUE GERIS OS "DESTINOS"_OBRIGADA BOM DEUS_!
_ OBRIGADA, POR ESTA MENINA ENCANTADORA:_PRINCESA ENTRE AS PRINCESAS (no meu reino)"FADA entre as FADAS (do meu imaginario!)_ESTA FILHA MARAVILHOSA, QUE TRINTA ANOS ATRAS, FOI COLOCADA NOS MEUS BRACOS, NO MEU COLO :_LA' SE INSTALOU E, NA MINHA ALMA!!! E... DE LA', NAO SAI ,NEM NA HORA DA MINHA MORTE:_AMOR DE MAE, ESTA' PARA ALEM DA MORTE_!!!!!!!!

E.... neste DIA, CANTO UM HINO A *VIDA*_A DELA_!!!!!!!!

_PARABENS FILHA AMADA_!

_ENCONTRA O TEU *CASTELO ENCANTADO* E... VIVE NELE *ABENCOADA* E, RODEADA DE TUAS FILHAS, TEU MARIDO; E... DE MIM (DE NOS, TODOS QUE TE AMAMOS: nos Bons e menos bons momentos!)!!!.............

_Se eu tivesse magicos poderes,
Dava-TE a VIDA, quando a estivesses a perder!

_Dava-TE o SOL*
quando se fizesse Sombra em Teu Coracao
_Sombra em Teus OLHOS_!

Oferecia-TE o MAR
para nele Navegares e, teus Paraisos Sonhados conquistares!...

_Punha a *LUA* em Teu regaco
para com Ela Brincares, dancares e...
Te ILUMINARES!

_Dava-Te o Vento
para te conduzir ,rapido ,ao encontro dos teus SONHOS!...

_Fazia cair do Ceu, as Estrelas*
para te nao perderes no caminho
e, seguires o trilho da sua LUZ!!!

_Derramava flocos de Neve nos teus Cabelos
para te enfeitar e fazer rir! e... cantar, recebendo os branquinhos flocos ,no rosto e nas maos!

Punha a teus Pes um *Mundo*,
Atapetado
de veludos e damascos
para que "eles", nao se ferissem, na caminhada
_P'LA VIDA_!!!!!!!!

Oferecia-te um *Cavalo Branco e Alado*
para te conduzir ao infinito e...
te contar as "historias"
antes do Adormecer...
(Aquele das historias da tua infancia, que te contava e, inventava
episodios sem fim!_Tuas Princesas o herdaram_!)....
Enfim...
Oferecia-Te os RIOS!
AS ARVORES!
AS FLORES!
AS PLANTAS!
OS ANIMAIZINHOS
(do Bosque e da Selva)
_TUDO_
(o que existe e eu inventaria!)!!!

_NAO TENHO MAGICOS PODERES_!

Entao, DOU-TE,
FILHA AMADA,
TODA A MINHA ALMA E CORACAO
_Na forma de Olhos, pes, maos_
e...
TUDO, O QUE TE POSSA CAUSAR BEM!!!

_DOU-TE O MEU AMOR
INCONDICIONAL:
_Contra "ventos e mares"_!!!

_Dou-TE, O MEU AMOR DE MAE_!!!!!

_TE BEIJO!
_TE ABRACO!
_TE PEGO AO COLO!
E... VEJO, AQUI, BEM NA MINHA FRENTE,
AQUELE *NARIZINHO*, *BOQUINHA*,
*OLHINHOS*
*MAOZINHAS*
*CORPINHO INTEIRO*...
DE UM *PEDACINHO DE GENTE*:
_TU*, MAGDA*: FILHA MINHA!!!!!!!!

_Tua MAE!
**********************************

_Vou ver, se sou capaz de colocar, no outro "recem-nascido" espaco ,que ajudas a funcionar,
alguma bonita foto, para teus olhos alegrar!

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
_Meus Amigos,
para Vos*, meu Carinho e Meu ABRACO!
_Grata por todas as manifestacoes de Carinho que sempre me vao chegando:Via Comentarios, Via Mail, Via TM.etc...

_SEJAM FELIZES JUNTO DE VOSSAS FAMILIAS E AMIGOS!
Heloisa.
**************


***POESIA***
***************

**poema da simplicidade**
__________________
imagem

Este pássaro tem deus lá dentro?
E também pousou no ramo de uma árvore?
E cantou?
Mas que sabe ele de tudo isto ou do universo?
Eu passei por ele e vi-o.
Senti-o por onde a água passou
Falei-lhe de todos os meus sonhos.
Ficou na árvore a cantar em todo o universo.


Talvez seja por isso que esta pedra onde me sento
E todas as manhãs me atravessam como uma ponte
Sejam uma alegoria ao mundo
Inclusive ao meu próprio sono e aos meus pequenos versos.


Sim. Porque eu durmo
Quando pelo raiar do dia
Que não é o mesmo para todos em todo o lado
Se soltam pássaros do meu corpo
E voam para longe nesta simplicidade.


Dou conta neste momento
Que eu e o pássaro e deus lá dentro
Tudo voou.
Quem sabe se não é este o mistério da santíssima trindade
Que não o entendendo se me mostrou?


***maria azenha***
*******************

(Perdoe, minha AMIGA, o "roubo"! mas, achei lindo para "enfeitar" a minha filhinha!)

Ver mais AQUI:

http://patriadagua.blogspot.com/

*************************

***POETA***
___________


A noite pertence ao alto poeta
Divagando, ilusão discreta
Faz os leitores sonhar
Percorrendo os caminhos
Acompanhado ou sozinho
Com um sorriso p’ra dar
Seus amores são imensos
Desde o A até ao Zê
E querem saber porquê?
Vendo a forma de cada letra
A cor, o som, a beleza
Que cada emite ao desenhar.
Umas lembram pradarias
Outras, mares, nostalgias
Ventos, também luares
Desertos, oásis incertos
Sóis, brilhos, estrelares
Universos coloridos
Nuvens, doces abrigos
Melancolias d’estares
Silêncios d’amena música
Encontros de véus e túnica
Maviosos deslizares
Tudo serve, tudo é vida
Tudo morre ou intriga
Tudo passa a fenecer
Ou em luz a renascer
Para correr, parar, não ver
Ouvir ou emudecer
Pensar ou só amar
Ouvindo música a pairar
No silêncio ou na distância
Tanto faz, tudo é poesia
Entre ânsias e acalmias
Falar do poeta p’ra quê
Se a vida é o que lê
Cada qual em seu mirar
Aquilo que sente agora
Em segundos, sem demora
Torna-se fumo no ar
O poeta é um belo pensador
Do faminto, sedento leitor
Poeta, eu te bendigo
Por existires, amigo
Na música que trazes contigo
posted by amita at 7:10 AM on Feb 15 2005


AMIGA*,
Perdoe o atrevimento!
Achei-O lindo!
Beijo.
_Vejam (Leiam), Meus Amigos, mais Belissimos POEMAS da AMITA*
AQUI:

http://branco-e-preto.blogspot.com/

******************************

E, para finalizar, aqui, vou deixar a PROSA POETICA
de *Letras Ao Acaso*:
Bem conhecido da maioria dos meus AMIGOS! E,, so' me atrevo a traze-Lo aqui, baseada no SEU OFERECIMENTO (feito ha' algum tempo), de que, poderia eu, usar os Seus *Trabalhos Escritos*, quando e, como entendesse!

_Pretendo, voltar, mais tarde ao "ZE'":
*LETRAS AO ACASO*,
com mais pormenor e cuidado, como Ele merece!
_Hoje, e' apenas, para oferecer mais uma "prenda" a minha filha e, da'-Lo a conhecer, a algum dos meus leitores e Amigos, que ainda O nao conhecam_Coisa que duvido_!

_ZE', PERDAO por este "aparente abuso"_!
_Minha filha, gosta de O ler: esta' habituada, quando tem tempo, a le-Lo comigo!

E... fica o Meu Amigo, muito BEM, aqui ao lado de DUAS MARAVILHOSAS AMIGAS!!!....


Inutilidade
O deter-me na inutilidade da sombra sabendo que um Sol rubro se me escapa entre dedos e memórias num movimento curvilíneo que em vão tento acompanhar semeando-me o pensamento com – sempre a inutilidade – momentos de profunda descrença no raiar do novo dia que trará o astro-rei de novo ao exacto local por onde ontem e ainda ontem e ainda há muitos milénios se levantou iluminando as sombras difusas que tecem verdadeiros labirintos de imagens pregadas num tecto acastanhado de madeira envelhecida pelo decorrer de muitas idas e vindas do magnífico foco luminoso a que chamamos Sol.
Ainda o som estonteante do ribombar estranho e línguas de fogo que se escapam apanhando corpos e tingindo-os de rubro numa apoteose de homens enlouquecidos com o cheiro a sangue repugnante, repugnante.
No ar elevam-se colunas de fumo e folhas sopradas por ventos fortes espalhando loucuras sangue e lágrimas.
O sussurro beligerante de um trovão antes anunciado pelo rasgar de um flash luminoso enfeita o céu negro e cinza que irrompe em catadupas de água caindo sobre um solo árido regado a vermelho intenso e corpos caídos de bruços.
Do anacronismo deste absurdo não é possível tecer filosofias nem desculpas nem nada.Jazem no chão em figuras esventradas por delírio de alguns que jamais apagarão a infâmia.
O sentir os meus dedos percorrerem movimentos circulares como se as letras dependessem desse acto tão corriqueiro em tentativas sucessivas de aperfeiçoar a prosa. Inutilidade.
Dos lábios sequiosos que observo em contraluz e nos sombreados esqueléticos de árvores despidas por tormentas incomensuráveis folhas esvoaçantes decrépitas e o Sol que vai e volta após passar a linha invisível do horizonte onde tudo começa e acaba.
Do absurdo de tudo isto a resultante é uma incógnita.
No acertar o passo lento, lento pelo sombreado difuso aparecerá a unidade quando corpo e sombra se confundirem numa unicidade desejável [tu e eu?] estará o não absurdo.
O ser um pintor de sonhos sem pincel sem tinta e sem tela…


In "Pisar o risco"
Publicado por LetrasAoAcaso
***************************


_OBRIGADA ZE'!

(Este, e' dos Arquivos)
Leiam mais AQUI:

http://letrasaoacaso.weblog.com.pt/

***************************


*A TODOS, MEU OBRIGADA!*
_Tentarei, mais logo, colocar Imagens no "irmaozito" deste "Conversando", vejamos se consigo!
Vossa, Heloisa.
***************
+AQUI:

http://heloisaconversandocomaspalavras.blogspot.com/

*******************************


Escrito por Heloísa às 1:41:00 da manhã.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home