(¯`·._.· HELOÍSA ·._.·´¯)

Suas vivências: coerências e incoerências... sua viagem no Tempo presente, atravessando as pontes do passado.

Conterá Poesia, Prosa Poética e uma abordagem simplificada as diversas formas de ARTE.

Minha finalidade é aproveitar este *ESPAÇO* privilegiado, como veículo de comunicação,
para fazer isso mesmo: *COMUNICAÇÃO* e inter-acção entre quem escreve e quem lê e... vê:*VISITANTES DESTE ESPAÇO*

*PERDOEM A AUSÊNCIA DE ACENTOS*

(¯`·._) Escreva-me (¯`·._)

E-mail

(¯`·._) Meu banner (¯`·._)
Conversando com as Palavras
[ Código ]


(¯`·._) Amigos (¯`·._)

Conversando com as Palavras
ASHERA Concurso de Poesia 2008

Ora, vejamos...
Concurso de Poesia
@ Lulu.com
Contacto
ORA VEJAMOS
ALMA MINHA
137 A Base (inexata) da Ignorância
a Barca de Lyra
Afinidade Mily
Algo Tão Doce!
A Direccao do Voo MARIA DO CEU COSTA
Aqui Maria do Ceu Costa
Arde o Azul
A Procura de Cleopatra Marco Antonio
Ao Sabor da Aragem JMTleles da Silva
Art & Design de Isabel Filipe
Betanices BETANIA
Bodeguita
Branco e Preto I AMITA
Branco e preto
Canção de Outono
Cartas e Pensamentos
Casa de Contos
Ceu & Inferno_Larousse
Cidadão do Mundo
Conversas de Xaxa 4 PETER
E Deus Tornou-se Visível
Hora Absurda HENRIQUE
Encosta do Mar ANA
Entre Outras Mil
Et Alors
EternamenteMenina
Fabio Ulanin
From Within
Heloisa conversando com as palavras2
Holísticos
Hora Absurda II
Jornal Mil e Uma Notas
Letras Ao Acaso
Luz da Minha Alma
Oceano sem fim Antonio Soares
Ocasos
Ofeliazinha
Palavras de Algodao
pátria d'água
Pensamentos de Laura
Peter's
Poemas de Amor e Dor
Porto de Abrigo
Quem Tem Medo de Baby Jane
(re)Criando
Rodrigo Della Santina
Tem Poemas
Trilhas do Olhar
Velho da Montanha, O
Vagueando, Carlos
LAGOS (GELADOS) com ou sem CISNES...II,Valquielo Heloisa

*PARABENS MARIA AZENHA*
Word Land
Zadig

(¯`·._) Lembranças (¯`·._)



(¯`·._) Créditos (¯`·._)



This page is powered by Blogger. Isn't yours?

(¯`·._) sexta-feira, março 04, 2005 (¯`·._)


***DEIXO-VOS UM CONVITE***

*POR FAVOR, MEUS BONS AMIGOS*,
Queiram acessar meu novo blog, onde faco um pequeno (GRANDE) CARINHO, a uma linda Menina de vinte BELOS ANITOS e, a Sua TIA, MAE, AVO' e RESTANTE FAMILIA!
_Nada do que minha Querida Irma de Alma:DOCE *CRIS*, merecia, assim como SUA LINDA FAMILIA, mas, apenas aquilo que esta' dentro das minhas pouquissimas possibilidades e, que serve apenas para dizer:_ESTOU AQUI E ADOROVO-VOS!
Bem como para expressar de modo "visivel" como admiro a *ARTE* de Muitos de Meus Amigos e Visitantes, mas, apenas poso colocar um ou dois de cada vez e, quando para isso tenho "Licenca"!!!!!
_Aqui fica mais uma vez expresso o meu Carinho Imenso a TODOS VOS!
Heloisa.
(Perdoem, de novo, a "sensaboria" das minhas palavras!... mas, de todo, eu ando "alheia do verbo"!!!)
************************

_DEIXO-VOS UM "POUQUINHO"
DO GRANDIOSO, SUBLIME:

***BOCAGE***
****************

***SONETOS***
~~~~~~~~~~~~

(alguns, apenas... e... "com pena"!!)

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~



Incultas produções da mocidade
Exponho a vossos olhos, ó leitores;
Vede-as com mágoa, vede-as com piedade;
Que elas buscam piedade, e não louvores;


Ponderai da Fortuna a variedade
Nos meus suspiros, lágrimas e amores;
Notai dos males seus a imensidade,
A curta duração dos seus favores;


E se entre versos mil de sentimento
Encontrardes alguns, cuja aparência
Indique festival contentamento,


Crede, ó mortais, que foram com violência
Escritos pela mão do Fingimento,
Cantados pela voz da Dependência.

*****


Chorosos versos meus desentoados,
Sem arte, sem beleza, e sem brandura,
Urdidos pela mão da Desventura,
Pela baça Tristeza envenenados:


Vede a luz, não busqueis, desesperados,
No mudo esquecimento a sepultura;
Se os ditosos vos lerem sem ternura,
Ler-vos-ão com ternura os desgraçados:


Não vos inspire, ó versos, cobardia
Da sátira mordaz o furor louco,
Da maldizente voz a tirania:


Desculpa tendes, se valeis tão pouco;
Que não pode cantar com melodia
Um peito, de gemer cansado e rouco.

*****

De suspirar em vão já fatigado,
Dando trégua a meus males eu dormia;
Eis que junto de mim sonhei que via
Da Morte o gesto lívido, e mirrado:


Curva fouce no punho descarnado
Sustentava a cruel, e me dizia:"
eu venho terminar tua agonia;
morre, não peneis mais, oh desgraçado!"


quis ferir- me, e de Amor foi atalhada,
que armado de cruentos passadores
aparte, e lhe diz com voz irada:


"Emprega noutro objeto os teus rigores;
que esta vida infeliz está guardada
para vítima só de meus furores. "

*****

Já sobre o coche de ébano estrelado
Deu meio giro a noite escura e feia;
Que profundo silêncio me rodeia
Neste deserto bosque, à luz vedado!


Jaz entre as folhas Zéfiro abafado,
O Tejo adormeceu na lisa areia;
Nem o mavioso rouxinol gorgeia,
Nem pia o mocho, às trevas costumado:


Só eu velo, só eu, pedindo à sorte
Que o fio, com que está minh'alma presa
À vil matéria lânguida, me corte:


Consola-me este horror, esta tristeza;
Porque a meus olhos se afigura a morte
No silêncio total da Natureza.

***************************NAO HA' PALAVRAS
QUE DESCREVAM A BELEZA E A FORCA QUE OS *VERSOS* DE BOCAGE ME (NOS) TRANSMITEM!

Ando sem tempo, sem Saude e sem paciencia!... Porque, ha' muito,
eu desejo, trazer aqui muito mais ,SOBRE A EXTRAORDINARIA OBRA DE BOCAGE*, que, infortunadamente, ainda muitos Portugueses e "Falantes da Lingua Portuguesa", o desconhecem!_Ainda, uma grande parte das Pessoas, alia *BOCAGE*, apenas ao "Anedotario"!
Ele, e' extremamente Versatil!_Ate' nesse ponto Ele foi Soberbo!_Bem como nas Poesias Eroticas, de uma BELEZA (pertinente e... "impertinente") Invulgares!!!!
_Porem, quando eu estiver melhor, ainda farei ,um pequeno "trabalho" sobre *Ele*!

Penso, ja' o ter dito anteriormente, que "Perdi" *TODA A OBRA COMPLETA DE *BOCAGE*: ha' muitos anos; numa "estupida" e infeliz mudanca de residencia!
_Nunca mais, a "Vida" me permitiu repo-LA!_ AINDA, A CHORO, HOJE!

Bom... deixemos minhas "choraminguices e desaires", e, deleitem-SE ,com estes magnificos Sonetos que, eu, descobri AQUI:

http://www.mundocultural.com.br/biblioteca/bocage/bocage_poemas.asp

Deixo ficar, um "arremedo" de verso meu, para "oferecer" a *MANUEL MARIA*, se isso, hipoteticamente, fosse viavel: mesmo que houvesse uma "Maquina do Tempo"!!!.....
Assim.. fica para VOS! Perdoem a POBREZA!
Beijo!
Heloisa.
***********
*****
Pudera eu, e,madrugada inteira, te "cantara";
Meus olhos e coracao te ofertararia.
Se, a Sina Tua, com meu "sacrificio, modificara...
E , pelos "magos" a Vida, te Devolveria!

*******
Meu novo blog:
http://heloisaconversandocomaspalavras.blogspot.com/

MUITO OBRIGADA!
********************


Escrito por Heloísa às 1:40:00 da manhã.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home