(¯`·._.· HELOÍSA ·._.·´¯)

Suas vivências: coerências e incoerências... sua viagem no Tempo presente, atravessando as pontes do passado.

Conterá Poesia, Prosa Poética e uma abordagem simplificada as diversas formas de ARTE.

Minha finalidade é aproveitar este *ESPAÇO* privilegiado, como veículo de comunicação,
para fazer isso mesmo: *COMUNICAÇÃO* e inter-acção entre quem escreve e quem lê e... vê:*VISITANTES DESTE ESPAÇO*

*PERDOEM A AUSÊNCIA DE ACENTOS*

(¯`·._) Escreva-me (¯`·._)

E-mail

(¯`·._) Meu banner (¯`·._)
Conversando com as Palavras
[ Código ]


(¯`·._) Amigos (¯`·._)

Conversando com as Palavras
ASHERA Concurso de Poesia 2008

Ora, vejamos...
Concurso de Poesia
@ Lulu.com
Contacto
ORA VEJAMOS
ALMA MINHA
137 A Base (inexata) da Ignorância
a Barca de Lyra
Afinidade Mily
Algo Tão Doce!
A Direccao do Voo MARIA DO CEU COSTA
Aqui Maria do Ceu Costa
Arde o Azul
A Procura de Cleopatra Marco Antonio
Ao Sabor da Aragem JMTleles da Silva
Art & Design de Isabel Filipe
Betanices BETANIA
Bodeguita
Branco e Preto I AMITA
Branco e preto
Canção de Outono
Cartas e Pensamentos
Casa de Contos
Ceu & Inferno_Larousse
Cidadão do Mundo
Conversas de Xaxa 4 PETER
E Deus Tornou-se Visível
Hora Absurda HENRIQUE
Encosta do Mar ANA
Entre Outras Mil
Et Alors
EternamenteMenina
Fabio Ulanin
From Within
Heloisa conversando com as palavras2
Holísticos
Hora Absurda II
Jornal Mil e Uma Notas
Letras Ao Acaso
Luz da Minha Alma
Oceano sem fim Antonio Soares
Ocasos
Ofeliazinha
Palavras de Algodao
pátria d'água
Pensamentos de Laura
Peter's
Poemas de Amor e Dor
Porto de Abrigo
Quem Tem Medo de Baby Jane
(re)Criando
Rodrigo Della Santina
Tem Poemas
Trilhas do Olhar
Velho da Montanha, O
Vagueando, Carlos
LAGOS (GELADOS) com ou sem CISNES...II,Valquielo Heloisa

*PARABENS MARIA AZENHA*
Word Land
Zadig

(¯`·._) Lembranças (¯`·._)



(¯`·._) Créditos (¯`·._)



This page is powered by Blogger. Isn't yours?

(¯`·._) quarta-feira, março 31, 2004 (¯`·._)


*** A G R A D E C I M E N T O ***

AMIZADE E LEALDADE ,
SAO PARA MIM DE SUMA IMPORTANCIA!
***************************************


*Meus Bons AMIGOS*

_Venho aqui, hoje, nao, fazer uma normal "Postagem", mas sim, falar convosco e trazer-vos as minhas palavras de GRATIDAO!

_Tenho o privilegio, de ter neste espaco "Cybernetico", *BONS, LEAIS E VERDADEIROS AMIGOS*!

Alguns, de entre Eles, que ja' me acompanham ha' algum tempo; outros que sao recentes!

_Devo dizer, que ,alguns me tem surprendido pela positiva: pela demonstracao da sua GRANDE GENEROSIDADE (nao deixo nomes, propositadamente, TODOS ESTAO EM MEU CORACAO)!

_E' gratificante, sentir ISTO, dado o lamentavel "estado" em que se encontra a HUMANIDADE
(Humanidade, somos TODOS): dessa Humanidade, distinguem-se *SERES* DE VALOR INCALCULAVEL!...
_Pena, que, por vezes, passamos por ELES e nao os reconhecemos, ou, valorizamos_!

_Eu, faco questao de vir aqui, VALORIZAR, alguns desses SERES:_*OS MEUS AMIGOS*_!

E, Alem de lhes agradecer, TODAS AS GENTILEZAS e, *CUIDADOS*, ate'!... venho tambem, pedir-lhes, que me desculpem algum afastamento! _Naturalmente, nao vou aqui dizer das razoes :_sao de foro muito pessoal_! Digo, apenas, que responsabilidades inadiaveis me tem "roubado" o pouco tempo, de que ja' dispunha!

_Tao depressa, recupere alguns minutos (horas).. voltarei com PRAZER e, muita Alegria ao Vosso (tao querido para mim) CONVIVIO!!!

_Para TODOS, o meu ABRACO AMIGO_!

_VOSSA, HELOISA. .....;{@

(Suponho, que a maioria de Vos, sabera', que HELOISA e', "Pseudonimo" que uso na NET! E, pelo qual,
gosto de ser tratada; pois, ja' e' quase uma "segunda pele")!
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

_Deixo-vos agora, so', um pouco da minha (e de muitos)
QUERIDA *FLORBELA*!
_________________________


***Alentejano***
*********************

Deu agora meio-dia; o sol e' quente
beijando a urze triste dos outeiros.
Nas ravinas do monte andam ceifeiros
na faina, alegres, desde o sol-nascente.

Cantam as raparigas brandamente,
brilham os olhos negros, feiticeiros;
e ha' perfis delicados e trigueiros
entre as altas espigas de oiro ardente.

A terra prende aos dedos sensuais
a cabeleira loira dos trigais
sob a bencao dulcissima dos ceus.

Ha' gritos arrastados de cantigas...
E eu sou uma daquelas raparigas...
E tu passas e dizes: - "Salve-os Deus!"


Florbela Espanca - Livro de Soror Saudade

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~




A tua porta ha' um pinheiro manso
De cabeca pendida, a meditar,
Amor! Sou eu, talvez, a contemplar
Os doces sete palmos do descanso.

Sou eu que para ti agito e lanco,
Como um grito, meus ramos pelo ar,
Sou eu que estendo os bracos a chamar
Meu sonho que se esvai e nao alcanco.

Eu que do sol filtro os ruivos brilhos
Sobre as loiras cabecas dos teus filhos
Quando o meio-dia tomba sobre a serra...

E, a noite, a sua voz dolente e vaga
e' o soluco da minha alma em chaga:
Raiz morta de sede sob a terra!


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
*** AO NOSSO MUNDO***
****************************


Eu bebo a Vida, a Vida, a longos tragos
Como um divino vinho de Falerno!
Poisando em ti o meu amor eterno
Como poisam as folhas sobre os lagos...

Os meus sonhos agora sao mais vagos...
O teu olhar em mim, hoje, e' mais terno...
E a Vida ja' nao e' o rubro inferno
Todo fantasmas tristes e pressagos!

A Vida, meu Amor, quero vive-la!
Na mesma taca erguida em tuas maos,
Bocas unidas hemos de bebe-la!

Que importa o mundo e as ilusoes defuntas?...
Que importa o mundo e os seus orgulhos vaos?...
O mundo, Amor?...As nossas bocas juntas!...


_________________________________________

E...So'... um "pouquinho" de PESSOA*!
(FERNANDO) *ELE*, O PROPRIO!... para nao deixar
*FLORBELA *tao SO'!!!
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
************************************
***FERNANDO PESSOA***
**************************


Amamos sempre o que nao temos
O que nao temos quando amamos.
O barco para, largo os remos
E, um a outro, as maos nos damos.
A quem dou as maos?
A outra.
Teus beijos sao de mel de boca,
Sao os que sempre pensei dar,
E agora a minha boca toca
A boca que eu sonhei beijar.
De quem e' a boca?
Da outra.
Os remos ja' cairam na agua,
O barco faz o que a agua quer.
Meus bracos vingam minha magoa
No abraco que enfim podemos ter.
Quem abraco?
A Outra.
Bem sei, es bela, es quem desejei...
...Nao deixa a vida que eu deseje
Mais que o que pode ser teu beijo
E poder ser eu que te beije.
Beijo, e a quem penso?
Na Outra...
Ah, por ora, idos remos e rumo,
Da'-me as maos, a boca, o teu ser.
Facamos desta hora um resumo
Do que nao podemos ter.
Nesta hora, a unica.
Se a Outra.

************************************

_VOLTAREI, ASSIM QUE POSSA_!
----------------------------------------

_POR FAVOR, SEJAM FELIZES!!!!!!
****************************
E, OS que "amarem menos", Florbela, por favor,
"RELEIAM-NA", com "outros olhos" (ou ... ALMA!)!
______________________________________
**************************************

(Consultas, nestes EXCELENTES SITES:
http://www.lapis-e-bites.com/Site-do-Amor/poemas/Poemas.htm

http://www.terravista.pt/guincho/1181/fr2.html)
----------------------------------------------------------
Quem nao conhecer, aproveite para OS ver, pois, sao excelentes!
*************************************************

****************HELOISA B.P._
##############################


Escrito por Heloísa às 10:44:00 da tarde.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



(¯`·._) sexta-feira, março 19, 2004 (¯`·._)


*** POESIA ALIMENTO DA ALMA***

_NECESSITAMOS DE BELEZA DEPOIS DE TANTA TRISTEZA_!
---------------------------------------------------------------------------
_Porem, e, talvez ,porque minha Alma esta' triste... O POETA que vos trago hoje, deixou-nos na sua MARAVILHOSA OBRA, um "Mundo" de tristes POEMAS ,que sao a expressao da Sua ALMA DOLORIDA!_E' ELE "ELMANO SADINO"!
_OU SEJA:_***MANUEL MARIA BARBOSA DU BOCAGE***!
*******************************************

_Ha' quem o considere o Maior Poeta de Lingua Portuguesa (ou o mais popular) ,depois de CAMOES_!

_Eu tenho particular preferencia por BOCAGE_!

_Comove-me a Sua Vida! E, que, embora se diga, que foi estravagante e boemia (e seria!)...
Foi tambem, de Aventura ,de Luta e Rebeldia _E PAIXAO_!!!.............
...Os seus belos (polemicos, muitos deles) POEMAS dizem-nos isso!

_Desde muito novinha, comecei a le-LO "AS ESCONDIDAS":_ nessa altura, nao se permitia a "menininhas" que lessem "essa" POESIA_!

_Mais tarde e, ja' adulta, tive o grato privilegio de me ser oferecida (a mim e, mais pessoas)a *Sua Obra Completa*, numa Linda e Elegante "Edicao Especial":o que me deixou "Super Feliz"!!!
Mas, quis o "Destino" (ou sei la' QUEM!?...), que *ELA* me desaparecesse numa mudanca de residencia e, ate' hoje, nunca mais a vi: COM ENORME DESGOSTO MEU!!!

_De quando em vez, ando a "vasculhar" nos "Alfarrabistas", na Esperanca de por la' "A" encontrar (Esperanca, diz-se: ser a "Ultima que Morre"!... SERA'!??)............
------------------------------------------------------------------------------

*** BOCAGE***
***********************************
_Tambem conhecido por ELMANO SADINO_,

Nasceu a 15 de Setembro de 1765, em Setubal (Cidade que adoro e, em cujo Distrito vivi)! Seu pai era advogado, sua mae, uma Senhora francesa.

_Manuel Maria,em 1768 embarca para a India (entrou aos 14 para a Academia Real da Marinha.).
Ele tem uma Vida "errante e "aventurosa": _Vive em Goa cerca de dois anos e regressa a Portugal com 25anos!

Vive uma Vida desregrada. E, as suas"peripecias" ,tornam-se conhecidas; o que, nao ajuda nada, a sua "Boa Imagem" na sociedade de entao (pese embora, que a "Sociedade", nao sofreu grandes, nem beneficas, mudancas ate' hoje! Mas...enfim...)! E, entre varias vicissitudes e desaires, acaba mesmo, por vir a ser preso!..................

_A Sua Obra e' extensa e Versatil (Ele, estudou intensamente)! Embora ,a sua grande maioria seja pouco conhecida do "Grande Publico" _infelizmente_!

...Muitas pessoas so' aliam BOCAGE as anedotas e, poucos, conhecem a sua *Lirica Maravilhosa* e reveladora de uma *Grande e Sofrida Alma*! _Desconhecem, tambem, o seu acutilante sarcasmo, bem como, a Beleza Sensual de sua POESIA EROTICA! Para alem de ,ELE, ter sido tambem, *Um SER Inteligente, *VIVO* _capaz ate', de rir da propria fatalidade_!

_Deixo-vos aqui ,apenas, um "ABRIR DE APETITTE" ,para quem desejar procurar a sua EXCEPCIONAL OBRA E, le-LA ,pela primeira vez, ou... RELE-LA!!! _Nao cansa_! Para quem o AMA_!

_BOCAGE VEM A FALECER EM 1805 em 21 de Dezembro, POBRE E DOENTE_!!!
-----------------------------------------------------------------------------------------------


*** SONETOS***
***********************




*A Restauracao de Portugal em 1640*
__________________________________


Cesaroes, Viriatos, Apimanos,
Vos que, brandindo vingadora espada,
Tentastes sacudir da Patria amada
O vil, o ferreo jugo dos Romanos.

Surgi, vede-a no sangue de tiranos
Inda piores outra vez banhada,
E a nossa liberdade edificada
No estrago dos intrusos Castelhanos.

Aos senhores do mundo armipontentes
Arrancastes, em belica porfia,
Parte do loiro que lhe honrava as frentes;

Porem com milagrosa valentia
Os vossos memoraveis descendentes
Fizeram mais livraram-se num dia!

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~





Lusos herois, cadaveres cedicos,
Erguei-vos dentre o po', sombras honradas,
Surgi, vinde exercer as maos mirradas
Nestes vis, nestes cres, nestes mesticos.

Vinde salvar destes pardais casticos
As searas de arroz, por vos ganhadas;
Mas ah! Poupai-lhe as filhas delicadas,
Que. Elas culpa nao tem, tem mil feiticos.

De pavor ante vos no chao se deite
Tanto fusco raja, tanto nababo,
E as vossas ordens, tremulo, respeite.

Vao para as varzeas, leve-os o Diabo;
Andem como os avos, sem mais enfeite
Que o langotim, diametro do rabo.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~





O retrato da morte! O' Noite amiga,
Por cuja escuridao suspiro ha' tanto!
Calada testemunha de meu pranto,
De meus desgostos secretaria antiga!

Pois manda Amor que a ti somente os diga
Da'-lhes pio agasalho no teu manto;
Ouve-os, como costumas, ouve, enquanto
Dorme a cruel que a delirar me obriga.

E vos, o' cortesaos da escuridade,
Fantasmas vagos, mochos piadores,
Inimigos, como eu, da claridade!

Em bandos acudi aos meus clamores;
Quero a vossa medonha sociedade,
Quero fartar meu coracao de horrores.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~





Meu ser evaporei na lida insana
Do tropel de paixoes, que me arrastava;
Ah!, cego eu cria, ah!, misero eu sonhava
Em mim quase imortal a essencia humana.

De que inumeros sois a mente ufana
Existencia falaz me nao doirava!
Mas eis sucumbe a Natureza escrava
Ao mal que a vida em sua origem dana.

Prazeres, socios meus e meus tiranos!
Esta alma, que sedenta em si nao coube,
No abismo vos sumiu dos desenganos.

Deus, o' Deus!... Quando a morte a luz me roube,
Ganhe um momento o que perderam anos.
Saiba morrer o que viver nao soube.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~





Camoes, grande Camoes, quao semelhante
Acho teu fado ao meu, quando os cotejo!
Igual causa nos fez, perdendo o Tejo,
Arrostar co'o sacrilego gigante;

Como tu, junto ao Ganges sussurrante,
Da penuria cruel no horror me vejo;
Como tu, gostos vaos, que em vao desejo,
Tambem carpindo estou, saudoso amante.

Ludibrio, como tu, da Sorte dura
Meu fim demando ao Ceu, pela certeza
De que so' terei paz na sepultura.

Modelo meu tu es, mas... oh, tristeza!...
Se te imito nos transes da Ventura,
Nao te imito nos dons da Natureza.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~





Adamastor cruel! De teus furores
Quantas vezes me lembro horrorizado!
o' monstro! Quantas vezes tens tragado
Do soberbo Oriente os domadores!

Parece-me que entregue a vis traidores
Estou vendo Sepulveda afamado,
Co'a esposa e co'os filhinhos abracado,
Qual Mavorte com Venus e os Amores.

Parece-me que vejo o triste esposo,
Perdida a tenra prole e a bela dama,
As garras dos leoes correr furioso.

Bem te vingaste em nos do afoito Gama!
Pelos nossos desastres es famoso.
Maldito Adamastor! Maldita fama!

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~




*SONETO DITADO NA AGONIA*
_______________________________



Ja' Bocage nao sou!... a cova escura
Meu estro vai parar desfeito em vento...
Eu aos Ceus ultrajei! O meu tormento
Leve me torne sempre a terra dura;

Conheco agora ja' quao va figura,
Em prosa e verso fez meu louco intento:
Musa!... Tivera algum merecimento
Se um raio da razao seguisse pura.

Eu me arrependo; a lingua quase fria
Brade em alto pregao a mocidade,
Que atras do som fantastico corria:

Outro Aretino fui... a santidade
Manchei!... Oh! Se me creste, gente impia,
Rasga meus versos, cre na eternidade!


(Este, e' um dos bastante conhecidos dele: "Ja' Bocage nao sou!..." )

##~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~##




*AUTOBIOGRAFIA*
__________________________


De ceruleo gabao nao bem coberto,
passeia em Santarem chuchado moco,
mantido, as vezes, de sucinto almoco,
de ceia casual, jantar incerto;

dos esbrugados peitos quase aberto,
versos impinge por miude e grosso;
e do que em frase vil chamam caroco,
se o que, e' vox clamantis in deserto;

pede as mocas ternura, e dao-lhe motes;
que, tendo um coracao como estalage,
vao nele acomodando a mil peixotes.

Sabes, leitor, quem sofre tanto ultraje,
cercado de um tropel de franchinotes?
_ E' o autor do soneto: _ e' o Bocage.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


*EPIGRAMAS*
******************
*************************
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


*O pai enfermo e o doutor*
__________________________


Um velho caiu na cama;
Tinha um filho esculapino,
Que para adivinhacoes
Campava de ter bom tino.
O pulso paterno apalpa,
E receitar depois vai;
Diz-lhe o velho, suspirando:
"Repara que sou teu pai."


*A molestia e a receita*
____________________


Para curar febres podres
Um doutor se foi chamar,
Que feitas as cerimonias,
Comecou a receitar.
A cada penada sua
O enfermo arrancava um ai!
_ "Nao se assuste (diz Galeno),
Que inda desta se nao vai."
_Ah! senhor! (torna o coitado,
Como quem seu fado espreita)
Da molestia nao me assusto,
"Assusto-me da receita."


*Conselho a um impaciente*
______________________________


Homem de genio impaciente,
Tendo uma dor infernal,
Pedia, para matar-se,
Um veneno, ou um punhal.
_ "Nao ha' (lhe disse um vizinho
Velho que pensava bem),
Nao ha' punhal, nem veneno;
Mas o medico ai' vem."


*A parca e o medico*
______________________


O' "Morte! (Clamava o doente)
Este misero socorre."
Surge a Parca de repente,
E diz de longe: _ "Recorre
Ao teu medico assistente."


*Vinganca do medico*
______________________


Um medico ressentido
De certo seu ofensor,
Ante um amigo exclamava,
Todo abrasado em furor:
_ "Para punir este indigno,
Este vil, tomara um raio."
Acode o outro: _ "Ha' um meio
Muito mais facil; curai-o".


*O recipe*
_________________


Pos-se medico eminente
Em voz alta a receitar.
_ "Recipe" (diz)... de repente
Grita da cama o doente:
_ "Basta, que mais e' matar."


*O adeus do doutor*
_____________________


Um medico receitou:
Subito o recipe veio.
Do qual no bucho do enfermo
Logo embutiu copo e meio,
_"Adeus ate' a manha"
(Diz o fofo professor).
Responde o doente: _ "Adeus
Para sempre meu doutor".


*O letrado*
________________


Inda novel demandista
Um letrado consultou,
Que, depois de cem perguntas,
Tal resposta lhe tornou:
_ "Em Cujacios, em Monoquios,
Em Pegas e Ordenacao
Em Reinicolas e Estranhos

**************************

__E, MAIS UM SONETO__
-----------------------------
(Este de espirito digamos... "mais espirituoso!...")


*Amar dentro do peito...*
________________________


Amar dentro do peito uma donzela;
Jurar-lhe pelos ceus a fe' mais pura;
Falar-lhe, conseguindo alta ventura,
Depois da meia-noite na janela:

Faze-la vir abaixo, e com cautela
Sentir abrir a porta, que murmura;
Entrar pe' ante pe', e com ternura
Aperta'-la nos bracos casta e bela:

Beijar-lhe os vergonhosos, lindos olhos,
E a boca, com prazer o mais jucundo,
Apalpar-lhe de leve os dois pimpolhos:

Ve-la rendida enfim a Amor fecundo;
Ditoso levantar-lhe os brancos folhos;
E' este o maior gosto que ha' no mundo.

------------------------------------------
*********************************


EXCELENTES END: DE PESQUISA: *PROJECTO VERCIAL*
E, *AS TORMENTAS*
http://www.astormentas.com/din/poema.asp?key=3712&titulo=Amar+dentro+do+peito%2E%2E%2E
http://www.astormentas.com/index.htm/
------------------------------------------------
*************************************

_Voltarei oportunamente com mais POESIA de BOCAGE, bem como algo mais sobre a lida cidade do Sado: SETUBAL!
_Estuario de um rio lindo: RIO SADO (onde ha' alguns anos eu via GOLFINHOS a seguir os barcos no "caminho" para TROIA (outro "Paraiso _NAO SEI SE PERDIDO!??)! LINDO E MARAVILHOSO DE SE OBSERVAR!
_Se nao eu nao fosse esta "negatividade" com um computador nas maos... poderia deixar-lhes aqui algumas fotos de Setubal para quem nao conhece; bem como, de Troia! Assim,
terei de esperar pela ajuda e, boa vontade, de AMIGOS, ou da minha filha!...Como tal, prometo que voltarei a BOCAGE e a Sua cidade: _SETUBAL_!

_Ate' la', deixo-Vos com o meu abraco amigo e, uma "GOTA" do imenso MUNDO DE TALENTO POETICO, QUE FOI (E') MANUEL MARIA BARBOSA DU BOCAGE!
*************************************************
++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
_______________________HELOISA B. P
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
**********************************strong>


Escrito por Heloísa às 7:02:00 da tarde.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



(¯`·._) sábado, março 13, 2004 (¯`·._)


"NAO LHES PERDOEIS SENHOR, ELES SABEM O QUE FAZEM!!!"

*ESPANTO*
*AS ALMAS ESTAO DE LUTO*
_________________________
( OS CORPOS TAMBEM, PARA ALEM DOS SINAIS EXTERIORES!)


_Depois ( e ainda) do ESPANTO DOLOROSO, tentando encontrar o "CHAO" onde pousar os pes, sem o perigo de vacilar!...
_Depois de minhas Emocoes (as MAS) tentar controlar, impele-me a mente, impele-me a Alma, a usar a "VOZ " (Falar//Escrever) _So' me apetece Gritar (as lagrimas estagnaram)_!

MAS...que dizer, que milhares nao tenham dito ja' ,em todos os tons e idiomas!? _Que dizer, se, incredula me interrogo ainda!??_PORQUE_??.............................MAS, Ninguem sabe (ou PODE)
cabalmente, responder-me!!

_Meu coracao impele-me a "desabafar no papel "parte" da DOR que se instalou na minha alma e, por la', teima em ficar!... Porem, eu nao tenho talento para dissertar com propriedade, sobre Razoes Politicas, Palacianas, ou, outras!... Eu,so' tenho em pensamento, umas PALAVRAS que li e foram escritas por ALGUEM que muito admiro e RESPEITO _Ele, sim, tem Talento para dar VOZ ao seu ( e MEU) descontentamento, a Sua Dor_misto de RAIVA_ E, eu, peco_LHE, CARO JM _VELHO DA MONTANHA_, para parafrasear a Sua Frase e usa'-la como forma de expressao do meu sentir, servindo-me "Elas" de MOTE INSPIRADOR; para que eu, aqui esboce, em jeito de Protesto, em jeito de Revolta _pela constatacao da minha impotencia _em dar Voz a minha "VOZ"!!..............

_COM AS SUAS PALAVRAS DIGO ENTAO:_"NAO LHES PERDOEIS SENHOR *PORQUE* ELES
SABEM O QUE FAZEM!"...................

E, faco desta Sua frase o meu "ESTANDARTE" contra a VILEZA, contra a COBARDIA e, deixo aqui, uns mal alinhavados "versos", como singela Homenagem a TODOS AQUELES que foram atingidos por esta *CATASTROFE-INSANE*!

_Nada, absolutamente, nada mais, eu posso fazer! _Assim, fica aqui meu preito de Homenagem (e meu LUTO) que e' expressao da minha DOR! Desejando, que o Tempo e a Coragem ,vao lentamente, embora, suavizando e sarando a VOSSA INENERRAVEL DOR!!

*AO POVO ESPANHOL EM GERAL E, AOS ATINGIDOS PELA CALAMIDADE, EM PARTICULAR*:
_PRESTO MINHA HUMILDE MAS SENTIDA HOMENAGEM_!
___________________________________________


_ "NAO LHES PERDOEIS SENHOR ELES SABEM O QUE FAZEM"_
-------------------------------------------------------------------
( APESAR, DOS PESARES, O SOL CONTINUA A BRILHAR!)


Apesar dos Horrores que nos cercam: O SOL BRILHA!
Apesar dos Coracoes em pedacos: O SOL BRILHA!
Apesar dos Gritos dos INOCENTES
Dos Bracos e Pernas do Tronco ausentes: O SOL BRILHA!
Apesar dos Insanos,
Do Poder dos Tiranos: O SOL BRILHA!...
.........................................................
Apesar das Viuvas em prantos de negro vestidas
(nao so' de vestes... mas de ALMA!):
Um Negro, que nao mais "clareara'"
_Apenas em Cinzas_ "cambiado" sera':_ O SOL BRILHA!

Apesar dos Olhos abertos de ESPANTO
Bem no centro do rosto dos INOCENTES
_INOCENTES MESMO_!
_BEBES, JOVENS de tenras idades, Sonhando a Vida_!

_Apesar do Sacrificio dos INOCENTES:_O SOL BRILHA!

Apesar dos Corpos RETALHADOS
Dos Rostos dos SOBREVIVOS
_EM MASCARAS DE DOR TRANSFORMADOS_
Ainda assim:_O SOL BRILHA!

_O SOL BRILHA como um Sinal de VIDA.
O SOL BRILHA como um Sinal de AMOR.
O SOL BRILHA como um Sinal da MAO DE DEUS
Da mesiricordia de DEUS
Da Sua Dadiva e
Grande AMOR PELOS SEUS FILHOS!

...MAS...onde ESTAS (onde ESTAVAS)
*O' DEUS PAI E CRIADOR*!?

Onde ESTAVAS na Hora do HORROR
Escondido atras do Sol
Que Criaste para Nos
Envolto nas Nuvens
Que "despem" Agua em forma de Chuva
Na Hora da Chacina
Da Carnificina!?...

_Onde estavas *O' Deus CRIADOR* dos Homens
_TODOS OS HOMENS:_ OS INOCENTES, os Assassinos,
TODOS DEBAIXO DO TEU SOL
DA TUA CHUVA
DAS TUAS NUVENS
Que, GENEROSAMENTE,
NOS OFERECESTE!!!

__ONDE ESTAVAS O' *DEUS*
Que, nao "OS" DETIVESTE!??...

_PORQUE_??
_ESTA, E' MINHA TORTURANTE INTERROGACAO
"MSTIGANDO"
NO MEU CEREBRO E CORACAO
ATE' NO MEU ESTOMAGO.!..
_PORQUE_??
_PORQUE_?...

..."E AS CRIANCAS SENHOR, PORQUE LHES DAIS TANTA DOR, PORQUE PADECEM ASSIM"!??

...E...OS INOCENTES:_HOMENS OU MULHERES
PORQUE LHES DAIS TANTO HORROR
PORQUE TEM DE MORRER ASSIM:
_MUTILADOS!
_QUEIMADOS!
E, OS SOBREVIVOS _DILACERADOS
NO AMAGO DO SEU SER
_BEM NO SEU INTERIOR_
(NAO SEI SE E' ESPIRITO
NAO SEI SE E' ALMA...
NAO SEI ,SE ,NAO E' APENAS E SO': NADA!)
...................................................................

..._*NADA*_, SENHOR!
Porque, NADA (no INTERIOR)
E' O QUE FICA, O QUE SOBRA
A ESTES VOSSOS FILHOS
VOSSOS SERVOS
(SUBALTERNOS)!!!.............
.......................................
_SENHOR!
EU, NOS, CREMOS
Que TU* NOS FORMASTE
A PARTIR DO "TAL BARRO"
E NOS MOLDASTE
(A Vossa Imagem e SEMELHANCA)
PARA NOS DAR *AMOR*
NOS ENSINAR
_A RECEBER E A *DAR*_
ESSE MESMO AMOR!!!

POREM, EU NADA ENTENDO!
EU NADA SEI!
E...EM "NADA" ,JA', EU CREIO ,SENHOR!...

_Porque Permites
Que "Eles" semeiem o TERROR
E, nao abres A TERRA
EM BURACO
EM PROFUNDA CAVERNA
AO REDOR DOS ATORMENTADORES
DOS *ROEDORES DE VIDAS*
E, OS NAO ENGOLES
NAO SUBMERGES
E AFUNDAS _BEM FUNDO_
(Como em "GENESIS", SE DIZ, QUE FIZESTE COM OS PREVARICADORES)!???...
_PORQUE, SENHOR*
JUSTICA FEITA NAO E'_!???...

PORQUE, SENHOR*
PERMITIDO NAO E' AOS POVOS, AOS SERES _*SEREM*_!(???)...

...E...AOS FILHOS, SEUS PAIS AMAREM!
AOS PAIS, SEUS FILHOS CUIDAREM!
AOS IRMAOS
EM FRATERNIDADE LABUTAREM
E SE PROTEGEREM
E SE ABRACAREM!???...

_PORQUE PERMITES SENHOR*
AO TERROR
AO HORROR
(COM HORROR)
PROLIFERAR
CONTAMINAR
E, NESTA TERRA SE ALASTRAR
(EM EPIDEMIA _SEM ANTIDOTO_)
O PAVOR
O MEDO:_ TRAZ O ODIO_!
A VINGANCA
*O DESAMOR*!!!...
............................ _PORQUE_?
O' DEUS*!
O'SENHOR*!
O' CRIADOR*!
NAO RESTABELECES A JUSTICA*
*A PAZ E O AMOR*!??

_MAS, AOS "INUMANOS" NAO LHES PERDOEIS SENHOR*_!!!

_VOLTA SENHOR*
(EU TE PECO)
A SEMEAR A FLOR
DO PAO
A FLOR DO AMOR
E DAR AO IRMAO*

_DE TODAS AS LATITUDES E
TODA E QUALQUER CONDICAO_
A FELICIDADE
(QUALQUER PAI GOSTA, E FICA ORGULHOSO DE VER)
DE SE ABRACAREM
E COM COM DOCURA PRONUNCIAREM:
_A PALAVRA *IRMAO*!

_IRMAO GLOBAL_
IRMAO FRATERNAL
_IRMAO* (DAQUELA "ESPECIE")
*DE DAR A MAO JUNTO COM O CORACAO*
E... AO SEU DEUS E SENHOR*
COM FE'* NA VERDADE*
HINOS ENTOAR
_E GRACAS PELA VIDA
PELO CEU
PELA TERRA
E PELO MAR...
PELA CHUVA
PELO SOL...
_GRACAS AO CRIADOR CANTANDO DAR_!!!

_O' DEUS*!
O' SENHOR*!
O' CRIADOR*!
AJUDA-ME A ACREDITAR
E, AJUDA ESTAS TAO GRANDES FERIDAS
A SARAR*!!!

_ONDE ESTAS *O' DEUS*_!!??...
...................................................
-------------------------------------POEMA EM FORMA DE PRECE
OU PRECE EM FORMA DE PROTESTO, DE HELOISA B.P._
--------------------------------------------------------
_MEUS AMIGOS! PERDOEM O DESABAFO!
_MEU CARO AMIGO JM _VELHO DA MONTANHA_
PERDOE-ME O "ABUSO" (QUE O NAO E'!_ AO CONTRARIO:_E' RESPEITO!).
------------------------------------------------------------------------
--------------------------------------------UM ABRACO A TODOS! HELOISA.
--------------------------------------------------------------------------------


Escrito por Heloísa às 6:27:00 da tarde.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



(¯`·._) quinta-feira, março 11, 2004 (¯`·._)


***** A N A *****

***DIA FELIZ***
********************

***PARABENS***
*******************


P*******************
A*******************
R*******************
A*******************
B*******************
E*******************
N*******************
S*******************

ANA ANA ANA ANA ANA
**********************
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
===================
+++++++++++++++++++
&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&
*********************** Q U E R I D A*
**************************************

TUDO TUDO TUDO

O QUE MEU CORACAO LHE QUERIA EXPRESSAR

HOJE NAO CONSEGUE!

_PERDAO_!

DIGO ASSIM DE MODO SINGELO:

VIVA!
AME!
SONHE!
LUTE!
OBTENHA!
NUNCA*
MAS *NUNCA*, DEIXE DE *SONHAR*
MESMO QUE ,TENHA QUE ATRAVESSAR, O CABO DAS TORMENTAS!!!...

MAS...* CRIADOR*
ESTA' ATENTO
(EU CREIO!)
E...
PECO PARA *ELE*
COLOCAR, UM TAPETE SUAVE, NO CAMINHO DA *SUA VIDA*!
....................................................................................

E...PARA SI* *ANA*, EU DIGO:


CUBRA-SE DE ESTRELAS!
DEIXE-SE BANHAR
PELA LUZ PALIDA E DOCE DO LUAR!
E, VOGANDO NUM LAGO DE NENUFARES
INEBRIE-SE, COM SEU OLOR
E...DEIXE-SE AMAR*!!!

E...AME!
AME A VIDA!
AME SEU AMOR: SEU AMADO!
AME SEUS AMIGOS!
SEUS PARENTES!
_SEUS QUERIDOS ENTES_!
AME A NATUREZA
EM TODO O ESPLENDOR DA SUA BELEZA!
E... BEBA:_BEBA O VENTO E...A "AGUA"(OU O VINHO) DA VIDA!...
__SEJA INEBRIANTEMENTE E, SOFREGAMENTE, FELIZ_!!!
***********************************************
~~~~~~~~~~~~~~~~~~ABRACA-A ESTA SUA AMIGA, DE "CORACAO INTEIRO":
HELOISA.~~~~~~~~~~~~~
*****************************
*****************************

*E...ELA: F L O R B E L A*!
***********************


***Castelo***
***************

Altiva e couracada de desdem

Vivo sozinha em meu castelo, a Dor...

Debruco-me as ameias ao sol-por

E ponho-me a cismar nao sei em quem!



Castela da Tristeza ves alguem?!...

- E o meu olhar e' interrogador...

E rio e choro! e' sempre o mesmo horror

E nunca, nunca vi passar ninguem!



- Castela da Tristeza porque choras,

Lendo toda de branco um livro d'horas

A sombra rendilhada dos vitrais?...



Castela da Tristeza, e' bem verdade,

Que a tragedia infinita e' a Saudade!

Que a tragedia infinita e' Nunca Mais!!



(Florbela Espanca, O Livro de Magoas, in "Poesia Completa")
_____________________________________________________
*****************************************************

***Neurastenia***
*****************



Sinto hoje a alma cheia de tristeza!

Um sino dobra em mim, Ave-Marias!

La' fora, a chuva, brancas maos esguias,

Faz na vidraca rendas de Veneza!



O vento desgrenhado, chora e reza

Por alma dos que estao nas agonias!

E flocos de neve, aves brancas, frias,

Batem as asas pela Natureza.



Chuva! tenho tristeza! Mas porque?

Vento! tenho saudades! Mas de que?

O'neve que destino triste o nosso!



O' chuva! o' vento! o' neve! Que tortura!

Gritem ao mundo inteiro esta amargura,

Digam isto que sinto que eu nao posso!!...



(Florbela Espanca, "Livro de Magoas", in "Poesia Completa")
____________________________________________________
****************************************************


***Soror Saudade***
*******************



Irma, Soror Saudade me chamaste!

E na minh'alma o nome iluminou-se

Como um vitral ao sol, como se fosse

A luz do proprio sonho que sonhaste.



Numa tarde de Outono o murmuraste,

Toda a magoa do Outono ele me trouxe,

Jamais me hao-de chamar outro mais doce.

Com ele bem mais triste me tornaste!



E baixinho, na lama da minh'alma,

Como bencao de sol que afaga e acalma,

Nas horas mas de febre e de ansiedade,



Como se fossem petalas caindo

Digo as palavras desse nome lindo

Que tu me deste: "Irma", Soror Saudade"!



(Florbela Espanca, "Livro de Soror Saudade", in "Poesia Completa")
_________________________________________________________
*********************************************************


***Maria das Quimeras***
***********************


Maria das Quimeras me chamou

Alguem! Pelos castelos que eu ergui

Plas flores de oiro e azul que a sol teci

Numa tela de sonho que estalou



Maria das Quimeras me ficou;

Com elas na minh'alma adormeci.

Mas, quando despertei, nem uma vi

Que da minh'alma, Alguem, tudo levou!



Maria das Quimeras, que fim deste

As flores de oiro e azul que a sol bordaste,

Aos sonhos tresloucados que fizeste?



Pelo mundo, na vida, o que e' que esperas?...

Aonde estao os beijos que sonhaste,

Maria das Quimeras, sem quimeras!...



(Florbela Espanca, "Livro de Soror Saudade", in "Poesia Completa")
_________________________________________________________
*********************************************************


***Hilda Hilst***
****************


"Aflicao de ser eu e nao ser outra.
Aflicao de nao ser, amor, aquela
Que muitas filhas te deu, casou donzela
E a noite se prepara e se adivinha
Objeto de amor, atenta e bela.

Aflicao de nao ser a grande ilha
Que te retem e nao te desespera.
(A noite como fera se avizinha)

Aflicao de ser agua em meio a terra
E ter a face conturbada e movel.
E a um so' tempo multipla e imovel

Nao saber se se ausenta ou se te espera.
Aflicao de te amar, se te comove.
E sendo agua, amor, querer ser terra."

****************************************
*END: de consulta:http://www.releituras.com/hildahilst_bio.asp
***************************************
****************************************

****************************************


***Venturosa de sonhar-te***
***************************


***Cecilia Meireles***
****************************


Venturosa de sonhar-te,
a minha sombra me deito.
(Teu rosto, por toda parte,
mas, amor, so' no meu peito!)

-Barqueiro, que ceu tao leve!
Barqueiro, que mar parado!
Barqueiro, que enigma breve,
o sonho de ter amado!

Em barca de nuvem sigo:
e o que vou pagando ao vento
para levar-te comigo
o suspiro e pensamento.

-Barqueiro, que doce instante!
Barqueiro, que instante imenso,
nao do amado nem do amante:
mas de amar o amor que penso!

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
*******************************

Melhores Poemas, Global Editora, 1984 - S.Paulo, Brasil
_____________________________________________
*********************************************



***A arte de ser feliz***
*********************

***Cecilia Meireles***
****************************


Houve um tempo em que minha janela se abria sobre uma cidade que parecia ser feita de giz. Perto da janela havia um pequeno jardim quase seco.

Era uma epoca de estiagem, de terra esfarelada, e o jardim parecia morto. Mas todas as manhas vinha um pobre com um balde, e, em silencio, ia atirando com a mao umas gotas de agua sobre as plantas. Nao era uma rega: era uma especie de aspersao ritual, para que o jardim nao morresse. E eu olhava para as plantas, para o homem, para as gotas de agua que caiam de seus dedos magros e meu coracao ficava completamente feliz.

As vezes abro a janela e encontro o jasmineiro em flor. Outras vezes encontro nuvens espessas. Avisto criancas que vao para a escola. Pardais que pulam pelo muro. Gatos que abrem e fecham os olhos, sonhando com pardais. Borboletas brancas, duas a duas, como reflectidas no espelho do ar. Marimbondos que sempre me parecem personagens de Lope de Vega. as vezes, um galo canta. As vezes, um aviao passa. Tudo esta' certo, no seu lugar, cumprindo o seu destino. E eu me sinto completamente feliz.

Mas, quando falo dessas pequenas felicidades certas, que estao diante de cada janela, uns dizem que essas coisas nao existem, outros que so' existem diante das minhas janelas, e outros, finalmente, que e' preciso aprender a olhar, para poder ve-las assim.

*******************************************
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
END: de consultas: http://7mares.terravista.pt/config/poesia.htm#poesiatopo
_______________________________________
***************************************
EXCELENTES ESPACOS DE CONSULTA!
________________________________________
****************************************
***ANA***
MINHA AMIGA*
***************" E' PRECISO APRENDER A OLHAR PARA PODER VE-LAS."
_SEJA MUITO DITOSA_!*****************************************
E, LEMBRE-SE DE QUE E' UM SER* SENSIVEL, LINDO, E REPLECTO DE CRIATIVIDADE!

E...QUERO, AS SUAS PALAVRAS POETICAS
_EM PROSA OU EM VERSO_
MAS, QUERO VE-LAS, QUERO LE-LAS!!!

E...OBRIGADA POR SER MINHA AMIGA*!
***********************************
***********************************
A TODOS OS QUERIDOS LEITORES
E RESTANTES AMIGOS,
O MEU ABRACO AMIGO E, A MINHA GRATIDAO POR ME VISITAREM E ME ESTIMULAREM!

__MUITO OBRIGADA: HELOISA B.P._
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
############################


























Escrito por Heloísa às 9:40:00 da tarde.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



(¯`·._) quarta-feira, março 10, 2004 (¯`·._)


*****TERESA*****

~~~~~~~PARABENS~~~~~~
********************************


Tomara [saber
Enviar [versejar
Rimando [ em Soneto
Escrita [vibrante
Significando [Ternura
AMIZADE [ e ao Amigo/a, cantando a OFERECER!]...
**************************************************
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
#######################################
*****TERESA QUERIDA*****
***************************
TUDO FEITO EM "CIMA DO JOELHO"
MAS SENTIDO E TIRADO DO FUNDO DA MINHA ALMA!!!

O MUNDO EU QUERIA PODER OFERECER-LHE EM RAMOS DE FLORES
DE TODAS AS CORES
ESCREVENDO NO SEU JARDIM
(E NO SEU CORACAO)
PALAVRAS COM "SINONIMO SENTIDO"
DE FELICIDADE
E, QUE EM *AMOR//AMIZADE*
SEJAM SEUS DIAS ENFEITADOS
E, EM SEU ROSTO BORDAR
UM SORRISO *DE VIVER*!!!

_NAO TENHO FLORES!
_SO' TENHO PALAVRAS! _E ALMA_!
E' ISSO QUE LHE ENVIO!!!
COM UM ABRACO!........
.................................E......
COO AS MINHAS SAO HUMILDES
A PRESENTEIO COM ***OUTRAS***
E, LHE DIGO:
QUE O SOL TENHA HOJE BRILHADO COM OUTRO DOURADO PARA SI*
_JUNTO DE TODOS OS QUE AMA E A AMAM!

_SUA AMIGA, HELOISA.
********************

***************************

***Entusiasmo***
___________________


Por uns caminhos extravagantes,
irei ao encontro desses amores
- por que suspiro e distantes.

Rejeito os vossos, que sao de flores.
Eu quero as vagas, quero os espinhos
e as tempestades, Senhores.

Sou de ciganos e de adivinhos.
Nao me conforto com os circunstantes
e a cor dos vossos caminhos.

Ide com os zoilos e os sicofantes.
Mas respeitai vossos adversarios,
que nem querem ser triunfantes.

Vou com sonambulos e corsarios,
poetas, astrologos, e a torrente
dos mendigos perdularios.

E cantamos fantasticamente,
pelos caminhos extravagantes,
para Deus, nosso parente.

Cecilia Meireles


***********************************

***Sonhos de amor***
*********************


Queria dar-te uma rosa.
Ser a mulher ao teu lado,
Ao contar as estrelas.
Ser a eterna namorada,
Que escreve ridiculas
Cartas de amor.
Deixar um urso em tua cama,
Ver teu sorriso ao pega'-lo.
Inventar mil noites magicas,
So' para agradar, meu bem.
Namorar-te escondida,
Dois fora da lei,
Foragidos da vida.
Olhar teu sonho mais belo,
Deitada apos o amor.
Compreender cada pedacinho
Do teu corpo,
Como se fosse o meu.
Buscar Saturno,
Para te dar ate' o impossivel.
Soltar baldes pelas ruas,
Em meio a muitas buzinas do mundo.
Viver o eterno momento,
Deste improvavel amor sonhado.

Juliana Souto


*************************************

***Eu***
***********


Eu sou a que no mundo anda perdida,
Eu sou a que na vida nao tem sorte,
Sou a irma do sonho, e desta sorte,
Sou a crucificada...a dolorida...

Sombra de nevoa tenue e esvaecida,
E que o destino amargo, triste e forte,
Impele brutalmente para a morte!
Alma de luto sempre imcompreendida!...

Sou aquela que passa e ninguem ve...
Sou a que chamam triste sem o ser...
Sou a que chora sem saber porque...

Sou talvez a visao que Alguem sonhou,
Alguem que veio ao mundo pra me ver
E que nunca na vida me encontrou!



Florbela Espanca, Livro de Magoas
*****************************

---------------------------------------

***Barca bela***
****************


Pescador da barca bela,
Onde vais pescar com ela.
Que e' tao bela,
Oh pescador?

Nao ves que a ultima estrela
No ceu nublado se vela?
Colhe a vela,
Oh pescador!

Deita o lanco com cautela,
Que a sereia canta bela...
Mas cautela,
Oh pescador!

N?o se enrede a rede nela,
Que perdido e' remo e vela
So' de ve-la,
Oh pescador.

Pescador da barca bela,
Inda e' tempo, foge dela
Foge dela
Oh pescador!



Almeida Garrett, Folhas Caidas
***************************
****************************ALGUNS DOS POEMAS QUE EU AMO!
ALGUNS DOS AUTORES QUE MUITO AMO E ADMIRO!

_FICA ESTE POUQUINHO ESPECIALMENTE PARA SI* NESTE DIA! _ E... PARA TODOS OS DIAS DA SUA VIDA_!!!*******************************************
__POESIA MARAVILHOSA* PARA UMA LINDA E INSPIRADA *MULHER-POETA*:
VOCE, *TERESA*! ********
***********************
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

A TODOS OS LEITORES AMIGOS, O MEU ABRACO!
_______________________________________________
************************************************
(PESQUISAS FEITAS NESTES ENDERECOS:
http://www.terravista.pt/PortoSanto/2244/garrett4.html

http://www.geocities.com/Athens/Academy/3247/outros.html)
Quem desejar visitar estes espacos, sao extraordinarios.
____________________________________________________
****************************************************


Escrito por Heloísa às 11:00:00 da tarde.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



(¯`·._) segunda-feira, março 08, 2004 (¯`·._)


***DIA INTERNACIONAL DA MULHER***

*****M U L H E R*****
*********************
_GENERO: FEMININO! _CONDICAO :"FEMEA"_
____________________________________________
_SUB-CONDICAO:_*PRISIONEIRA*!
_________________________________

...DA TRADICAO!
...DA SUBORDINACAO!
...DESPOJO DE GUERRA!...
________________________

_VENHO AQUI ,DEIXAR UM ABRACO* A TODAS AS MULHERES:
_DO MEU PAIS_ DE TODOS OS PAISES_!!!

_PUDERA EU FAZER CHEGAR A MINHA VOZ A TODOS OS CONTINENTES_!
PUDERA EU ABRACAR _RODEAR_ O MUNDO COM MEUS BRACOS:
_DE POLO A POLO_!!!

_NESTA IMPOSSIBILIDADE,
DEIXO MINHA FRATERNIDADE A TODAS AS MULHERES:
_MINHAS AMIGAS (OU MENOS AMIGAS)!
_AS MULHERES LETRADAS E AS NAO ALFABETIZADAS!
_AS MULHERES DOUTORAS E AS BRACAIS TRABALHADORAS!

_AS ILUMINADAS QUE ATRAVESSARAM A HISTORIA E
PERMANECEM NA NOSSA MEMORIA, COLECTIVA:
_DE *EVA*_A PRIMEIRA_
(DA COSTELA DE ADAO MOLDADA)...
***A MARIA***
_MAE DO NAZARENO _!

AS ESCRITORAS
AS POETISAS
AS VIRTUOSAS
E... AS MERETRIZES!

AS GUERREIRAS
(QUAL JOANA D'ARCA
E, DE ALJUBARROTA "PADEIRAS")!!!

***AS ANONIMAS, EM PARTICULAR***
_ELAS,SAO DE DESTACAR_!

AS MAES
AS AVOS E TRISAVOS!...
AS IRMAS E AS PRIMAS
AS ESPOSAS
AS NAMORADAS
(E AS ENAMORADAS!)
AS BEM OU MAL AMADAS!

_A TODAS EU PRESTO A MINHA *HOMENAGEM*
A MUITAS, PELA CORAGEM
QUE ATE' A MORTE AS LEVOU_!

PARA TODAS O MEU CARINHO !
O MEU RESPEITO !
O MEU OBRIGADA!
(AS *PENELOPES* DE ONTEM E DE HOJE
PASSANDO P'LAS *HELOISAS*
*INES DE CASTRO*>>>)!...

E...TANTAS!... QUE A LISTA E' LONGA:
QUE AMARAM !BATALHARAM !E, LEVANTARAM A BANDEIRA DA INSURREICAO
EXIGINDO A *LIBERTACAO*:

_LIBERDADE E' UM DIREITO_!
(NAO CONSAGRADO, AINDA! APENAS ESTA' ESBOCADO)!

*MULHERES DO MUNDO*
AGORA, HOMENAGEADAS
DEEM AS MAOS
ERGAM A BANDEIRA DA IGUALDADE
E ASSINEM O TRATADO DO RESPEITO:
*DIREITO E DEVER*
_A SER_
*****MULHER*****
________________________________HELOISA B. P.


_TODOS OS ANOS ESCREVO UM POEMA A MULHER!
TAMBEM ,O ESCREVI ESTE ANO 2004!
MAS MEU PC
NAO PERMITIU QUE EU O POSTASSE EM DEVIDO TEMPO
(Apos, tres horas a teclar: o poema e nao so'!...tudo sumiu!
Entao, hoje, deixo so', estas poucas palavras!).

E.....

***POEMAS DELAS***
********************

***Sophia de Mello Breyner Andresen ***
____________________________________

Bebido o luar, ebrios de horizontes,
Julgamos que viver era abracar
O rumor dos pinhais, o azul dos montes
E todos os jardins verdes do mar.

Mas solitarios somos e passamos,
Nao sao nossos os frutos nem as flores,
O ceu e o mar apagam-se exteriores
E tornam-se os fantasmas que sonhamos.

Por que jardins que nos nao colheremos,
Limpidos nas auroras a nascer,
Por que o ceu e o mar se nao seremos
Nunca os deuses capazes de os viver.


compiladas por Luis Rodrigues


-------------------------------------------

***Maria Teresa Horta***
***********************



***Nasci-te***
**********************

No meu ventre de mulher cresceu teu feto

e foi a minha boca que te deu palavras

e silencios para tu gritares

Dos meus bracos multipliquei teus bracos

e dei distancias para tu voares

Dei-te tempos-de-nada

medidos de coragem

E foste. E es.


compiladas por Luis Rodrigues -
____________________________________
************************************


***FLORBELA***
***********************

Se tu viesses ver-me...
Se tu viesses ver-me hoje a tardinha,
A essa hora dos magicos cansacos,
Quando a noite de manso se avizinha,
E me prendesses toda nos teus bracos...

Quando me lembra: esse sabor que tinha
A tua boca... o eco dos teus passos...
O teu riso de fonte... os teus abracos...
Os teus beijos... a tua mao na minha...

Se tu viesses quando, linda e louca,
Traca as linhas dulcissimas dum beijo
E e' de seda vermelha e canta e ri

E e' como um cravo ao sol a minha boca...
Quando os olhos se me cerram de desejo...
E os meus bracos se estendem para ti...


Florbela Espanca
********************************


***CANTO DOS LUGARES***
************************


Tantas vezes os lugares habitam no Homem
e os homens tantas vezes habitam
nos lugares que os habitam, que podia
dizer-se que o carcere de Socrates,
estando nele Socrates, nao o era,
como diz Seneca em epistola a Helvia.

Por isso cada lugar nos mostra
uma vida clara e desmedida,
enquanto o Tempo oscila e nos oculta
que e' curto e ambiguo
porque nos da' a morte e a vida.

E os lugares somente acabam
porque e' mortal cada homem
que houve em si algum lugar.



A 1995, Fiama Hasse Pais Brandao
From: Cantos do Canto
Publisher: Relogio d'agua, Lisbon


END: DE CONSULTA:
http://portugal.poetryinternational.org/cwolk/view/21515
----------------------------------------------------------
***********************************************

***Cecilia Meireles***
******************



***Gargalhada***
_______________________


Homem vulgar! Homem de coracao mesquinho!
Eu te quero ensinar a arte sublime de rir.
Dobra essa orelha grosseira, e escuta
o ritmo e o som da minha gargalhada:


Ah! Ah! Ah! Ah!
Ah! Ah! Ah! Ah!


Nao ves?
e' preciso jogar por escadas de marmores baixelas de ouro.
Rebentar colares, partir espelhos, quebrar cristais,
vergar a lamina das espadas e despedacar estatuas,
destruir as l?mpadas, abater c?pulas,
e atirar para longe os pandeiros e as liras...


O riso magnifico e' um trecho dessa musica desvairada.


Mas e' preciso ter baixelas de ouro,
compreendes?
E e colares, e espelhos, e espadas e estatuas.
E as lampadas, Deus do ceu!
E os pandeiros ageis e as liras sonoras e tremulas...


Escuta bem:


Ah! Ah! Ah! Ah!
Ah! Ah! Ah! Ah!


So' de tres lugares nasceu ate' hoje essa musica heroica:
do ceu que venta,
do mar que danca,
e de mim.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
#########################

***MARIA AMALIA VAZ DE CARVALHO***
************************************


***A REABILITACAO DO AMOR***
____________________________________



A indiferenca oponhamos o amor, a duvida oponhamos a fe'.

O ceu tem ainda o azul radiante dos dias da mocidade; a natureza e' ainda a bela insensivel, que assiste radiosa e iluminada as nossas lagrimas eternas, que o vento enxuga num momento!

Contemplemos de mais alto a evolucao dos ideais e a transformacao das coisas.


Se na terra somos efemeros de uma hora, nunca se quebra a cadeia que se vai forjando, dos ideais belos que concebemos ao passar.

Soframos, tal e' o nosso destino e quase o nosso dever, mas amemos, que e' o meio de tornarmos fecunda para os outros a dor que acima de nos mesmo nos levanta, a dor que e' inspiracao de todo o bom, de todo o belo, que em nos ha'.

O pessimismo leva a abdicacao da vontade, a propria negacao do sofrimento, pela completa insensibilidade a que aspira, e que de vez em quando ja' comeca a atingir.

Nao vale a pena! Eis a divisa da nossa desolada geracao!

Pois e' necessario que, em contradicao e em protesto a este lema egoistico, se levante das nossas entranhas de maes, dos nossos coracoes de mulheres, um grito de amor intenso, um grito de amor fecundante e poderoso.

Porque um dos defeitos da nossa quadra e' este: depois de termos da do ao amor um lugar enorme, predominante, decisivo e tiranico, tendemos a cercear-lhe todos os direitos, a destruir-lhe todas as influencias boas.

O nosso seculo, que por meio de radiante romantismo fez do amor o Deus pagao que foi na Renascenca, hoje, pela escola cientifica do temperamento e do meio, vai fazer do amor um poder inconsciente, que, segundo as circunstancias em que e' chamado a actuar, e' um orgao de reproducao animal, ou um elemento de corrupcao dissolvente.

Reabilitemos o amor.

Facamos dele alguma coisa de mais ou de menos do que o estao fazendo os mestres da literatura contemporanea, fotografos, neste ponto, dos costumes decadentes da epoca.

Ele nao e' a suprema e ultima embriaguez embrutecedora em que a humanidade tende a adormecer, como essa literatura de sensualismo agonizante, parece querer demonstrar-nos; pelo contrario, ele, e' a fonte da eterna juventude em que, os velhos, da velhice precoce deste seculo, da velhice que se traduz pelo excesso do pensamento e da sensacao, podem ainda retemperar as forcas exaustas; e' dele que podem ainda partir as grandes iniciativas transformadoras, as poderosas e viris energias, os sonhos iluminados da virtude e do bem.



Cartas a Luisa
*******************
__________________________
_END: DE CONSULTA:
http://www.ipn.pt/literatura/amalia1.htm
-----------------------------------------
___________________________
#######################

----***----

PEQUENA AMOSTRA
DAS MUITAS MULHERES
ESCRITORAS E POETISAS
QUE ESCREVEM O AMOR E...
LUTAM (a seu modo)
PELA *DIGNIFICACAO DA MULHER*!

_A POUCO E POUCO IREI TRAZENDO
MAIS DIVULGACAO, DESTAS (E OUTRAS
MULHERES QUE SE ESCREVEM EM
MAIUSCULAS LETRAS_!

(Este e' um espaco essencialmente de (e para) Poesia!
Como tal, fujo as questao "meramente politicas"
_temos um numero imenso de COMUNICACAO acerca_
Pretendo que este seja um Espaco mais AMENO
mais virado para a minha "Divisa":*AMOR/AMIZADE*
_NO FEMININO E...NO MASCULINO_!
*****************************************
*****************************************




--------------------------------------------

--------------------------------------------












~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
***********************************

---------------------------VOU DEIXAR AQUI,
UM ARTIGO QUE VI NO JORNAL:
*CORREIO DA MANHA*
(DIARIO PORTUGUES)
*NO ESPACO DA MULHER* E, QUE ACHEI MUITO BOM!
.......................................................

DEIXO O ENDERECO, PARA QUEM DESEJAR CONSULTAR O SITE!
(Espero, nao cometer nenhuma ilegalidade colocando aqui essa "PECA"!
E' por acha-la merecedora de ser lida que a coloco aqui!)
_______________________________________________________________
END: DE CONSULTAhttp://www.correiodamanha.pt/canal.asp?idCanal=133&t=6
--------------------------------------------------------------------------------


Dossier
DIA INTERNACIONAL DA MULHER
Segunda-feira, dia 8 de Marco, celebra-se mais um Dia Internacional da Mulher. Passaram-se 47 anos, mas ainda ha' muito para conquistar
d.r.

No dia 8 de Marco de 1957, as operarias de uma f?brica textil de Nova Iorque sairam a rua para exigir melhores condicoes de trabalho. Este dia tornar-se-ia o Dia Internacional da Mulher. Hoje, passado quase meio seculo, as mulheres portuguesas, que constituem mais de 50 por cento da populacao, continuam a lutar por condicoes de vida dignas, igualdade de salarios e direitos, proteccao efectiva da maternidade, igualdade juridica e o direito ao aborto.

O seculo XX foi decisivo para as mulheres em geral. Em Portugal, a revolucao de Abril de 1974 e a democracia ofereceu as mulheres a igualdade de direitos perante a lei. Conseguiram o direito ao voto e houve um grande avanco dos metodos contraceptivos (a descoberta da pilula, por exemplo) e tecnologicos.

Mas o estatuto de igualdade de direitos nao esta' alcancado na pratica. E O salario da mulher continua a ser inferior ao do homem em alguns locais de trabalho; se existem filhos no casamento e', na maioria das vezes, a mulher que deixa o seu emprego para ficar em casa a cuidar dos filhos; a gravidez pode comprometer a renovacao do seu contrato de trabalho e nao podemos esquecer que o desemprego e' mais elevado nas mulheres do que nos homens, afirma Regina Marques, do Movimento Democratico de Mulheres (MDM).

Contudo, todas estas situacoes sao ilegais. E' ilegal uma mulher ter um salario mais baixo do que os seus colegas homens quando todos exercem as mesmas funcoes ou quando esta ocupa um cargo superior. Sao igualmente ilegais os anuncios que oferecem emprego somente a homens ou mulheres, tal como na candidatura a um emprego e' proibido perguntar a mulher questoes sobre a sua vida privada ou fazer exigencias que a obriguem ao compromisso de nao ter filhos. E' tambem ilegal retirar a mulher trabalhadora certos subsidios, como o de alimentacao, so' porque esta exerceu o direito a dispensa para amamentacao ou aleitacao.

A grande batalha das mulheres portuguesas no seculo XXI sera' o direito a maternidade como funcao social e desejam ser mulheres e maes ao mesmo tempo. O direito ao aborto e' tambem outro grande objectivo a atingir, o que seria um grande passo para a emancipacao feminina. Outra luta constante deste novo seculo sera' tambem acabar com o trafico da mulher e nao permitir a legalizacao da prostituicao, que aumentou com a globalizacao.

DESCUBRA AS DIFEREN?AS

EDUCACAO

Ate' a decada de 20, a educacao domestica era a mais frequente. So' a partir dessa epoca as raparigas comecaram a frequentar os ensinos primario e secundario, raramente chegando ao ensino superior, devido a outras prioridades, como casar e ter filhos.

CASAMENTO

O casamento era a meta alcancar, de forma a conquistar a respeitabilidade, a aceitacao social e ate' a ?autorizacao para o sexo?. O que diriam as nossas avos se soubessem que, hoje, ate' ja' e' permitido, em alguns paises, o casamento entre pessoas do mesmo sexo?

O Codigo Civil de 1867 (alterado em 1910), referia a prestacao de obediencia ao marido por parte da mulher, proibia-a de publicar qualquer escrito sem a autorizacao do esposo, dizia que a administracao dos bens do casal pertencia ao marido e, como nao reconhecia o divorcio, era sempre o pai que ficava com os filhos.

MODA

No inicio do seculo XX, as revistas de moda, como ?A Moda Ilustrada', ainda nao usavam a fotografia, mas reproducoes de desenhos. A partir dos anos 20 tudo mudou e chique passou a ser a palavra-chave na defesa da elegancia feminina.

FADA DO LAR

Num discurso de 1933, Salazar afirmava: o trabalho da mulher fora do lar desagrega este, separa os membros da familia, torna-os estranhos.e Pode ler-se no Manual de Educacao Moral e Civica, que constava do programa escolar dos anos 40: "a mulher compete tornar a casa atraente e acolhedora, prestar ao marido a deferencia e submissao como chefe de familia.?

INVENcoES COR-DE-ROSA

Batom - Hazel Bishop (EUA, 1949)

Aspirador - Hubert Cecil Booth (Inglaterra, 1901)

Silicone - Frederic Stanley Kipping (Inglaterra, 1904)

M?quina de lavar roupa - Alva, J. Fisher (EUA, 1907)

Tinta para o cabelo - Eugene Schueller da L'Oreal (Franca, 1907)

'Soutien' - Mary Phelps Jacob (EUA, 1913)

Secador de cabelo - Racine Universal Motor Co. (EUA, 1920)

Comida para bebe' pre'-preparada - Dorothy Gerber (EUA, 1927)

Tampao - dr. Earle Haas (EUA, 1929)

'Tupperware' - Earl Silas Tupper (Alemanha, 1938)

Microondas - Percy L. Spencer (EUA, 1945)

Biquini - Louis R?ard (Franca, 1946)

Contraceptivos orais - Gregory Pincus (EUA, 1950)

Cartao de credito - Frank McNamara, Ralph Schneider (EUA, 1950)

Fraldas descartaveis - Marion Donovan (EUA, 1950)

Laca para cabelo - Robert H. Abplanal (EUA, 1953)

Mini-saia - Mary Quant (Inglaterra, 1960)

Viagra - Pfizer (EUA, 1997)

LUTA PELOS NOSSOS DIREITOS

EM PORTUGAL

1909 - Nasce a Liga Republicana de Mulheres Portuguesas.

1911 - A medica Carolina Beatriz Angelo, mae e viuva, e' a primeira mulher a votar, invocando ser chefe de familia.

1914 - E' fundado o Conselho Nacional das Mulheres Portuguesas.

1931 - So' as mulheres com cursos secundarios ou superiores podem votar.

1968 - E' proclamada a igualdade de direitos politicos dos homens e das mulheres.

1974 - A mulher obtem o direito de voto.

1976 - A Constituicao estabelece a total igualdade entre homens e mulheres.

1979 - Maria de Lurdes Pintasilgo e' primeira-ministra.

1997 - O Conselho de Ministros aprova o 1.O Plano Global para a Igualdade.

LA' FORA

1789 - Olympe de Gouges escreve a Declaracao dos Direitos da Mulher, em protesto contra a Declaracao dos Direitos do Homem, e encontra a morte na guilhotina.

1848 - Primeira convencao dos Direitos da Mulher em Seneca Falls, Nova Iorque.

1857 - A 8 de Marco, as operarias de uma fabrica textil de Nova Iorque saem a rua para exigir melhores condicoes de trabalho. Este dia tornar-se-ia o Dia Internacional da Mulher.

1903 - Marie Curie e' a primeira mulher a receber um Premio Nobel, na categoria de Fisica.

1908 - Em Junho, 200 mil pessoas reunem-se em Londres e exigem o direito de voto.

1915 - A medida que os homens partem para a guerra, as mulheres executam tarefas tradicionalmente masculinas.

1919 - O Congresso norte-americano concede o direito de voto as mulheres.

1963 - O Congresso norte-americano passa o Equal Pay Act, a lei que assegura um salario igual para ambos os sexos.

1967 - A Gr?-Bretanha e' o primeiro pais a legalizar o aborto.

1974 - Isabel Peron, viuva de Juan Peron, torna-se presidente da Argentina e e' a primeira mulher a liderar um pais.


Ines Neves e Sonia Dias

Comente o artigo | Envie o artigo a um amigo | Imprimir este artigo

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
########################################

A TODAS AS MULHERES E AOS HOMENS DIGNOS DELAS
A MINHA SAUDACAO AMIGA!
E, VOTOS DE QUE CADA VEZ MAIS
*HOMEM/MULER*
SEJAM O COMPLEMENTO UM DO OUTRO
_IGUAIS NA DIFERENCA_!
E...*AMOR E' PRECISO*!!!
*************************************HELOISA.
*************************************
*************************************
_________________________________________________













































Escrito por Heloísa às 7:20:00 da tarde.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



(¯`·._) sexta-feira, março 05, 2004 (¯`·._)


*** D I V A G A C O E S ***

***COSTURA DE SILABAS, REMENDANDO PALAVRAS***
__________________________________________________


_Hoje, peco aos meus AMIGOS e LEITORES: por favor, relevem, alguma "barbaridade" ou, Incoerencia, que eu possa deixar ,aqui, expressa!

_Hoje, particularmente, apetece-me DIVAGAR!... Andar a volta com os vocabulos, com os Sons, sem construir, propriamente, frases, periodos e, ou, paragrafos, que "facam senso"!.......
...Apetece-me passear, cirandar a volta do Tempo, marcando o Compasso com o Ritmo do Verso ( "inverso") diverso, ou nao!...em que a Rima, nao e' condicao, nem Essencial, para construir EMOCAO!...

_Quero, dancar com as Silabas, a um Passo de Tango ou de Valsa, onde a "devassa" da Alma, e, do Corpo, marque o RITMO... enuncie a Melodia do que um dia, SONHEI : _PAIXAO! _Recolhi, DESILUSAO! Na Vivencia Intensa, duma Profunda Comocao, aonde a Emocao enlaca a FANTASIA!!! e, a um "Pas de deux" livre e Solto...e, envolto em "volteios" ...ascendentes raiando o CEU ou...descendentes, tocando o *Portal do Inferno*!... *Dele*, saem chispas de Labaredas incandescentes _vermelho-alaranjadas_, provocadoras de passos de danca luxuriantes, encandeantes, que queimam a pele gotejante de suor, que, nas maos espalmadas e enlacadas, se alongam no CHAO aonde o CORACAO _a dois_, bate descompassado, a um Unissono "Compasso" ...como num Abraco, que encontra a MORTE, onde o *Principio *,e', a VIDA!!!.............
......E.... neste deambular, DANCAR, RODOPIAR...ao Som da Inaudivel Musica, tangendo no Ventre, Demente, e' o ESPIRITO ,ou...O SENSO, aonde o SISO, nao Habita! _Habitada esta' essa morada, pela Toada das Trombetas dos Querubins, anunciando, aos que ja' se evadiram do peso da "gravidade"(condicionante,deste Plano):_ neste Mundo em Azuis Tapizado _desmaiados e esbranquicados lencois, que envolvem o Leito dos "Bailantes"!...Embalados em Seu "Pas de Deux" Ritmado ao "Toque Quente" das TROMPETAS, que lancam nos ESPACOS, seus "Dourados a *Tom/Som* de MEL...ECOS MAVIOSOS, ao Despontar e Espraiar da ALVORADA!!!.............
...E, quando o *Ultimo Querubim*, deixou de emitir *Seu Estonteante e Encandeante, Melodico Som Muscal*... e, o ECO, se perdeu nos BRACOS DO VENTO...entao...do Fundo do Tempo, ECOOU um Lamento!...E, a Lagrima Cristalizou e, no Chao Branco _sem Lencol_ ,de azuis raiado, o Canto Parou e "Desencantou", o RITMO a "Pas de Deux" e se "Metamorfoseou, no *BAILADO A SOLO*, do Ultimo Passo "DESRITMADO", Cambaleante, "Estonteante e Estonteado"... assim, finalizando, num Ultimo Espasmo, do *CISNE BRANCO,* com a **MORTE ANUNCIADA**!......................

E.....*Baixou o Pano*, desceu a Noite, em Estrelas, derramando "Agua" que, cobre o *Cisne Branco* A CINZENTOS Vestido, de onde ,despontam _Crescem_ ,Lirios Roxos, em jeito de *Manto.*.. Formando Letras *Tremeluzentes*, que Escrevem o EPITAFIO:_*AQUI JAZ O CISNE BRANCO* _que, nao e' *FENIX*:_ Proibido e' ,o seu Renascimento, das *Cinzentas Cinzas*! _SO,' A PALAVRA EMERGE! E... DIVERGE_...quica', sera' (ou nao)... *UM POEMA*!!!.................................


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

__DEIXO-VOS, AGORA, COM ALGUNS *BELOS POEMAS*, DE AMIGOS MEUS ,QUE JA' CONHECEM_!

~~~~~~~~~~~~~~~~~

***TERESA***
********************

Desespero e'
cegamente confundir
preto
branco
amarelo
azul
vermelho
verde

Desespero e'
ja' nem me apetecer
rir
chorar
beijar
bater
amar
odiar

Desespero e'
Na alma fundir
tudo
nada
paixao
indiferenca
fogo
gelo

Desespero e'
Eu!

####################


Caminho
Silenciosa
as horas no ventre
Labios fixos
em mascara de riso
Sofrendo
para la' d Eu...

#######################


Hoje
Transporto comigo
o sabor
do teu beijo
a forca
da tua seiva
e
o meu rumo
e' percorrido
pela tua sombra


####################


Dantes,
tremia so' de ouvir-te...


Hoje,
nada me consola
nada me desperta
nada me adormece...


Sou a ultima habitante
da imensa noite
do desejo...

#######################(Escritos em FEVEREIRO DE 2004)

***MINHA QUERIDA AMIGA TERESA ***
E' uma MULHER SENSIVEL e,
muito Inteligente! e, e' uma POETISA QUE CANTA O AMOR
de uma forma Simples mas muito Bela e, onde cada Palavra
E' um FREMITO DE PAIXAO
UM CANTO SINGELO AO **AMOR**!!!
###########################

_TERESA*!
ESCREVE SEMPRE! E, MUITO! POR FAVOR!
PORQUE, TU*, NAO TE DAS CONTA, DA BELEZA POETICA ,DAS TUAS
SINGELAS PALAVRAS!!!

_EU, ESTOU SEMPRE COM O CORACAO REPLECTO DE AMIZADE E CARINHO PARA SI* MINHA
LINDA AMIGA_!!!

~~~~~~~~~~~HELOISA.
**********************


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


***ZE'***
**********************
******************************


***DIA DOS DESNAMORADOS***
******************************

Lembro-me da ultima vez
Que te segurei a mao
Apressaste-te a tira'-la...

Na verdade nao a queria
So' por a querer pensava
Que se ela pudesse ter
a ti te tinha tambem...

Quiseram beijos meus
Nem sequer experimentar
E fiquei sozinho assim
Contigo no coracao...

Lembro-me da ultima vez
que chegamos de madrugada Cada um a sua casa
Com a mesma praia nos olhos...

Na verdade nao a vi
Mas tinha a areia
Que tu me juraste
Naquele luar...

Quiseram as maos
Nao mais se encontrar
Fiquei com a pele seca
Da tua liquida encontrar...

Lembro-me da ultima vez
Que quase te despi
Sem, sequer te ver
Sonhei contigo...

Na verdade nao queria
Mas tu olhaste-me
Tao meiga que nao resisti...

Quisessem os corpos
Estar assim quentes
A soltrem fumos desejosos
Sem fogo que ardesse...

Lembro-me da tua boca
Do canto dos teus labios sedentos
E eu, sonhador, escrevi um poema
Sem lingua que os moldasse...

Na verdade, nao queria
Namorar-te assim

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


*** A VIDA VISTA DE UMA JANELA ***
**********************************

Quando abriu as asas
Diante daquela nascente
A agua limpida
Sulcou as terras.

E foi crescendo,
abrindo rios.
Casou com o mar
Teve filhos peixes.

Voltou a abrir as asas
num louco impulso,
e voou irrequieta
Durante largas horas.

E foi perdendo-se,
abrindo rotas,
Brincando a semear
Cultivos estranhos.

quando abriu as asas
Cairam nenufares
disfarcados de algodao
A cantar...

~~~~~~~~~~~~~~~~ EU, E' QUE NAO TENHO VOZ PARA CANTAR, TANTA EMOCAO E,
BELEZA, EM VERSO FEITA!!!__.............
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


A minha namorada tem
O sorriso serio
E um corpo de mel.

E' ardente quando chego
e virgem quando parto
Para terras distantes.

Tem olhos doces
e pele de pessego
abandonado no pomar.

A sua alma le
Mais depressa a minha
Que um conto d fadas.

Quando nao a namoro
Fica desolada como uma menina
Ate' a noite terminar.

Mas quando a amo
Parece a Primavera
Com uma flor no peito.


NOTA DO AUTOR:_Por nao ter permissao ate' este momento,
da pessoa visada, o autor optou por deixar o titulo em branco.

(pPoemas escritos em FEVEREIRO DE 2004)

(Em Branco, ficam tambem, os meus comentarios, para que minhas palavras nao "firam"
a DELICADEZA deste POEMA.__........................

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~E, ASSIM ESCREVE O MEU AMIGO ZE'!
POESIA LIMPA!
POESIA SERENA _DE UMA SERENIDADE, EM QUE A PROPRIA SENSUALIDADE,
EMBRULHADA NOS VERSOS, PUROS DE TRANQUILIDADE_ NA "INTRANQUILIDADE" DA EMOCAO CRESCENTE_, NOS FAZ ENTRAR, NA "PELE", DO CORPO DA ESTROFE, E NOS BANHAMOS,
NO O MESMO MAR DE *AMOR*...E, DE MELODICA SINFONIA ENVOLVIDO!..................
..................................................

_PARABENS ZE'! E, MUITO GRATA, POR ME PERMITIR EMBELEZAR O MEU SIMPLES BLOG, COM O BRILHANTISMO SINGELO (BELO) DAS SUAS PALAVRAS! _OBRIGADA E, QUE CONHECA A LUZ DA RIBALTA, POIS, A SUA POESIA, NAO DEVE FICAR ESCONDIDA ! _E' QUASE UM "CRIME"_!
ABRACO DE HELOISA.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


MAIS UM POUCO DE ***FLORBELA***
*********************************

...A MINHA PRINCESA ALENTEJANA ,DE VERSOS ENCANTADA!... E, QUE, NA PLANICIE...CANTA, DISFARCADA DE VENTO!!!.........................
.......................................................


***Os versos que te fiz***
***********************


Deixa dizer-te os lindos versos raros
Que a minha boca tem pra te dizer !
S?o talhados em m?rmore de Paros
Cinzelados por mim pra te oferecer.

Tem dolencia de veludo caros,
S?o como sedas p?lidas a arder...
Deixa dizer-te os lindos versos raros
Que foram feitos pra te endoidecer !

Mas, meu Amor, eu n?o te digo ainda...
Que a boca da mulher ? sempre linda
Se dentro guarda um verso que n?o diz !

Amo-te tanto ! E nunca te beijei...
E nesse beijo, Amor, que eu te n?o dei
Guardo os versos mais lindos que te fiz.


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
*****************************************E, PALAVRAS PARA QUE???
E' FLORBELA ESPANCA!
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

UM POUCO DE MIM:
________________________


(Minha simples forma de HOMENAGEAR FLORBELA!)
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


*** "OS VERSOS MAIS LINDOS QUE TE FIZ" ***
___________________________________________

" Os Versos mais lindos que te fiz"
Ou...aqueles, que desejaria fazer-TE
Mas, minha "arte e engenho" o nao permite
Nem e' possivel em palavras eu dizer-TE!

Como o Sol, passou a outro Brilho ter
O Crepusculo, outros matizes
A noite, outras Estrelas, trouxeram
Iluminando a "TORRE" do meu Castelo!...

"Aquele", que construi' Alem-Fronteiras...
Onde ,nem o Ceu, e' o limite,
Porque, limitado nao esta'
O meu SONHO!...

...Sem muros...que rodeiem minhas possessoes,
Que, de prisoes, nao carecem!
Necessarias, elas, nao se tornam
No Pais do Ilusorio!...

Onde, a LIBERDADE
Nao tem grades!...
Onde, as TORRES
As Ameias
De correntes nao se enfeitam.
Porque, todos os que la' entram
O fazem ,expontaneamente,
E...por la,' se ficam
_LA' SE DEIXAM FICAR_!...
E, nao querem que Ninguem (nada)
As va' resgatar
A essa ,TORRE ENCANTADA
Onde o SOL se Iluminou
E de FOGO se Vestiu
E, as ESTRELAS SE ACENDEM
_E... SE DESPEM_...
Para dancarem sob o palido Brilho da LUA
Sem Preceitos
_NEM PRECONCEITOS_!!!...

...Livres e LEVES...
E, so', quando EXAUSTAS
SE DEITAM!...
Sobre as NUVENS
Adornadas de Espuma e
Reflexos de Sol...
Que, outro Dourado Brilho ,TEM!

E...No macio confortavel
Das Nuvens Suspensas
Sobre as Ondas Ciciantes
De Amenos Mares
Navegam
Ao sabor dos Ventos
Com Perfumes de
JASMINS RENASCIDOS!...
.....................................
E..por la', querem ficar
Prisioneiros
( sem grades)
Nem Muros
Naquele ,Castelo Alem-Fronteiras
Onde, nem o Ceu e' o Limite
_Porque limitado nao ESTA'_
O SONHO e... o Desejo de o SONHAR!...
................................................

_Por TUDO ISTO E, AQUILO_:

"OS VERSOS MAIS LINDOS QUE TE FIZ"
Sao Aqueles que desejaria fazer-TE
Ms...meu "engenho e arte" o nao Permite
Nem e' possivel em Palavras eu DIZER-TE!!!

------------------------------------------------MEUS AMIGOS
E, PACIENTES VISITANTES E LEITORES, HOJE, FICO POR AQUI!
SEM MAIS PALAVRAS COERENTES _HOJE, PROMETI, UM "DISCURSO INCOERENTE"
AO SABOR DA (des)EMOCAO, AO RODOPIAR ESTONTEANTE DO CORACAO... ONDE, A MENTE, INTELIGENTE, NAO TEM MORADA , NEM COMO SIMPLES POUSADA, A DEIXO LA' PERNOITAR, NEM PERMANECER! _ PORQUE, E' TEMPO DO SENSO FENECER E, EM SEU LUGAR, A *LOUCURA *PREVALECER!!!

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~A TODOS O MEU ABRACO AMIGO E, OBRIGADA PELA VOSSA GENEROSA PACIENCIA!!....................
HELOISA B.P._


Escrito por Heloísa às 6:22:00 da tarde.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home