(¯`·._.· HELOÍSA ·._.·´¯)

Suas vivências: coerências e incoerências... sua viagem no Tempo presente, atravessando as pontes do passado.

Conterá Poesia, Prosa Poética e uma abordagem simplificada as diversas formas de ARTE.

Minha finalidade é aproveitar este *ESPAÇO* privilegiado, como veículo de comunicação,
para fazer isso mesmo: *COMUNICAÇÃO* e inter-acção entre quem escreve e quem lê e... vê:*VISITANTES DESTE ESPAÇO*

*PERDOEM A AUSÊNCIA DE ACENTOS*

(¯`·._) Escreva-me (¯`·._)

E-mail

(¯`·._) Meu banner (¯`·._)
Conversando com as Palavras
[ Código ]


(¯`·._) Amigos (¯`·._)

Conversando com as Palavras
ASHERA Concurso de Poesia 2008

Ora, vejamos...
Concurso de Poesia
@ Lulu.com
Contacto
ORA VEJAMOS
ALMA MINHA
137 A Base (inexata) da Ignorância
a Barca de Lyra
Afinidade Mily
Algo Tão Doce!
A Direccao do Voo MARIA DO CEU COSTA
Aqui Maria do Ceu Costa
Arde o Azul
A Procura de Cleopatra Marco Antonio
Ao Sabor da Aragem JMTleles da Silva
Art & Design de Isabel Filipe
Betanices BETANIA
Bodeguita
Branco e Preto I AMITA
Branco e preto
Canção de Outono
Cartas e Pensamentos
Casa de Contos
Ceu & Inferno_Larousse
Cidadão do Mundo
Conversas de Xaxa 4 PETER
E Deus Tornou-se Visível
Hora Absurda HENRIQUE
Encosta do Mar ANA
Entre Outras Mil
Et Alors
EternamenteMenina
Fabio Ulanin
From Within
Heloisa conversando com as palavras2
Holísticos
Hora Absurda II
Jornal Mil e Uma Notas
Letras Ao Acaso
Luz da Minha Alma
Oceano sem fim Antonio Soares
Ocasos
Ofeliazinha
Palavras de Algodao
pátria d'água
Pensamentos de Laura
Peter's
Poemas de Amor e Dor
Porto de Abrigo
Quem Tem Medo de Baby Jane
(re)Criando
Rodrigo Della Santina
Tem Poemas
Trilhas do Olhar
Velho da Montanha, O
Vagueando, Carlos
LAGOS (GELADOS) com ou sem CISNES...II,Valquielo Heloisa

*PARABENS MARIA AZENHA*
Word Land
Zadig

(¯`·._) Lembranças (¯`·._)



(¯`·._) Créditos (¯`·._)



This page is powered by Blogger. Isn't yours?

(¯`·._) quarta-feira, julho 28, 2004 (¯`·._)


***UMA TELA EM BRANCO***

          Uma "Tela em Branco" ou, uma folha da mesma cor, pode ser um "Desafio" ou, um "Abismo", no qual  mergulho de Corpo e Alma de um "salto" so'!.......................................

_Ao pensar na minha querida Amiga ANA*, veio-me a ideia a sua  "queixa" acerca da TELA EM BRANCO :Ela, a minha ANA, nao tem que ter nenhuma especie de receio, porque ELA*, e' um "Poco de Inspiracao"! _ELA, escreve com mestria e MUITISSIMO TALENTO_!

Eu, regra geral, nao tenho ( nunca o tive, desde crianca!) essa especie de "Pavor" da folha em branco ou da "tela"!... o que eu tenho, variadissimas vezes, e' uma SENSACAO DE APATIA, um quase "Enjoo"_nem sei, sequer, se este termo e' apropriado, neste contexto! (??)... mas, e' mais ou menos, ISSO! Ou seja: _OLHO PARA A "DITA" Folha ou Tela, e sinto-me terrivelmente APATICA e ENJOADA, como se estivesse OCA _um buraco interno, um VAZIO_!.....
E, posso dizer-Vos, que a sensacao e' muito proxima da DOR: _aparentada, com uma DOR FISICA, sem a ser de facto_!
_DOEM-ME OS OSSOS, sem me doerem!
_O SANGUE "GELA" e causa-me um arrepio que, provavelmente, muito se assemelhara' ao "Arrepio" que prenuncia MORTE! _NAO SEI SE SERA', porque, NUNCA "MORRI" (penso eu!)!
... ou, sera', que ja' passei esse PORTAL e voltei revestida de outras "Roupagens", outras "CARNAGENS"!???..................................................
_Devo confessar, que nao tenho esse tipo de "FE' " ou CRENCA, em "outras Vidas", "Reencarnacao", etc.... Contudo, e, porque leio acerca, por vezes, assalta-me essa incerteza ou, essa MORBIDA CURIOSIDADE! _QUEM SOU EU? QUEM FUI EU_????.... E... por ai' fora, de interrogacao em interrogacao; de duvida em duvida!..............
_RESPOSTAS, nao as tenho e, nao as ha', de facto_!!!  (???).........................

_Eu, tenho alguns Amigos (BONS AMIGOS) que, de um modo ou de outro, abordam estes Temas, com mais ou menos "Conhecimento" (estudo), com mais ou menos, profundidade e FE'!

Assalta-me,  variadissimas vezes , a ideia de me debrucar a serio no estudo desses "Pressupostos"!... Porem, digo de mim, para mim: "Tu ja' es suficientemente "DOIDA", sem outras "Vidas", sem "Metafisica", sem "Ocultismos"... etc... entao, fica quietinha, e... Vive Esta tua VIDINHA incolor, insonsa e amorfa,desprovida de RITMO de AROMA; e... basta-te saber que aqui estas e partiras em breve":_VIAGEM SEM RETORNO, igual a Nascer, Crescer, Emurchecer e, FENECER!!! _EIS, a FINALIDADE DE TODOS OS *SERES VIVOS*_!..........

_Parte do meu EU, parece conformada, com este "Designio"! Mas, existe uma outra parte, muito
REBELDE, muito IRREVERENTE, que, nao se "ACOMODA" calmamente, de maneira nenhuma,
assim, a AUSENCIA DE AROMA, de RITMO, de COR, de SABOR!... E, nao sossega, em "buscas" e Interrogacoes, para RESPOSTAS IMPOSSIVEIS!... Entao, "Atira-se" a "TELA EM BRANCO" (seja a das letras ou a das tintas) e, LANCA LA'* TODAS AS INTERROGACOES, TODAS AS BUSCAS: umas, com forma concreta e definida; outras (a maioria), com Forma Indefinida _ABSTRACTA_! (????)....................................

E... fico a espera que o VENTO, que o MAR, que o SOL, a LUA*, as ESTRELAS*, se "descodifiquem" e me tragam as RESPOSTAS, me tragam os SINAIS: Sinais de Vida _DE *OUTRAS VIDAS*, ou NAO_!.........................................

_SINAIS, de que, o *AMOR/PAIXAO*, e' apenas, um ENREDO, "UM JOGO DE CABRA-          
-CEGA"... UMA (des)ILUSAO!!!!!!!!!!!!!!!!..............(QUICA', UMA "TELA EM BRANCO"!)......
............................................................................................
Heloisa B.P.
(escrito em Londres em 10/07/04)
---------------------------------------------
------------------------------------------------------QUERIDISSIMOS E PACIENTES AMIGOS* MUITO E MUITO OBRIGADA PELA VOSSA GENEROSA E, *INDISPENSAVEL*, para mim, ****AMIZADE***!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

_PERDOEM SE SOU UMA "CHATA"_!!!!!!!!!!!!!!!
*************************************************
*************************************************
_Hoje, vou deixar aqui alguns poemas meus, que escrevi ultimamente!
_TODOS VOS, de um modo, ou de outro, me tendes incentivado e, estimulado a minha criatividade, para alem de me "ESTRAGAREM" COM *MIMOS*!... Como tal, a Todos, eu estou PROFUNDAMENTE GRATA! De "A a Z" como por vezes digo! No entanto, dedico hoje, com um destaque especial, estes poemetos (este alinhavar de emocoes), ao meu MUITO QUERIDO AMIGO HENRIQUE*, que nao tem parado de me incentivar, com Suas AMIGAS PALAVRAS, aqui no blog como por outras vias. E, fez destaque de um poema meu, no seu EXCELENTE (um dos...)
BLOG***** o *HORA ABSURDA II*.
_UM ESPECIAL ABRACO, HENRIQUE_! Bem como, a minha *MUITO DOCE AMIGA* CATH* que, fez o mesmo, no seu LINDISSIMO BLOG*: *A BASE (inexata) da IGNORANCIA (ambos tem link aqui no Conversando...) !..................

_ Perdoem-me, porque, eu, que sou uma burra com um computador nas maos, e, nao sei fazer o Link directo, como Eles* o  fazem (fizeram) para mim_!

_Naturlmente, que nao esqueco TODOS OS OUTROS AMIGOS que ja' me citaram e, aos quais, na altura, eu AGRADECI e os mencionei:_ como meu querido VITOR* ( *CEU E INFERNO*) O respeitavel J.M. (*VELHO DA MONTANHA*) e... *OUTROS* que nao quero ficar "enfadonha"!.................................................

Para TODOS VOS*, os que aqui cito, e os que nao cito; vai o meu CORACAO e... os poemas_!Ou, o
"enfileirar de palavras, cujas silabas, sao parte do meu "Sangue" do meu "Suor" do meu "Sorriso" e do meu "Pranto"!!!!!!!!!!......................................
....................................................................................................


***POEMAS EM FIM DE ESTACAO***
-----------------------------------------
                _I_

    *MEU LEITO VAZIO*
------------------------------

Meu leito vazio
Tao sombrio.
Lencois lisos
De branca seda
(gelida)
Cujo brilho e maciez
Se adulterou
Se perdeu
Se ensombrou!...

Meu leito vazio
Tao sombrio,
Onde o calor de outrora
Dispensava o cobertor:
_Dispensava "Heatings"
ligados a electrica corrente_...
Porque, O SOL*
Se depositava
Em cada um dos TEUS
_MEUS_
(Nossos Poros)
Que,
Transpiravam
"Suores",
Cujos "Olores",
Se "emanavam" pelos CORPOS
Se perdiam nos CABELOS
(Despenteados e Molhados)...
Se espalhavam nos "ARES"
_Contaminando_,
PERFUMANDO,
Todos os Recantos Escondidos
(mais encobertos)
Do Nosso Quarto
NOSSA CASA
NOSSOS LENCOIS
_Deslizantes_
De SEDA MACIA...
Aconchegantes e
DESPUDORADOS!...

_MORNOS DE SOL_
(Dispensavel e' o "Cobertor"!)....

_ILUMINADOS_
Porque, a "Temperatura"
Se ACENDIA
SE INFLAMAVA
Em "FOGUEIRAS"!...
E...

O CALOR
INUNDAVA E
BANHAVA
*NOSSO QUARTO*
*NOSSA CAMA*
*NOSSOS LENCOIS*
_De Fresco Linho_
Ou... SEDA VOLUPTUOSA...
SUAVE
COMO PETALAS DE ROSA*
_FLOR_
Por cujo nome
TU me Chamavas.
TU me Mimavas.
TU me Imploravas
MAIS E MAIS *AMOR*
_Com, ou sem_,
LENCOIS DE SEDA
*MACIA*
Escorregadia, por entre os dedos,
E, as Pernas...
E... os PES...
CAINDO PREGUICOSAMENTE
Sob o Tapete
No CHAO
Morno
_QUENTE_
Das Labaredas Alaranjadas !

SERPENTEANDO
Coleantes
_DANCANTES_
A LUZ DA LUA*
Subtil
Sedosa
Luminosa...
Que,
De "Parceria"
E CUMPLICIDADE
Com as ESTRELAS
Permanentes
_NO ALTO_
No lado de LA'
Da JANELA DO MEU QUARTO
Assistiam
(RINDO DE "RELUZIRES"...)
Ao NOSSO SONO ABANDONADO...
Aos Lencois
_Displicentes_
CAIDOS
(Como que," entorpecentes"),
Acompanhando o NOSSO SONO
EMBALADO
Pelo *SOM DO PIANO*
Que,
NA SALA AO LADO ,
TOCA Baixinho...
_SEM SE "INTROMETER"_
Mas... sim... para "ENTORPECER"
A Mente e o Corpo
E, dar-lhe o SONO
REPARADOR
RETEMPERADOR
E... DESEJADO
(por fim!...).........................

...AO *SOM DO PIANO*
QUE *TOCA BAIXINHO*
(No meu quarto, agora...)
Eu, ACORDO
Abro os Olhos
(a meio da noite)
OLHO PARA LA'*
DA JANELA ORVALHADA*
E, VEJO AS ESTRELAS
_E A LUA*_
COM O "BRILHO" OFUSCADO
_APAGADO_!...

Entao...
OLHO
O MEU LEITO VAZIO
_TAO SOMBRIO_
Com os BRANCOS LENCOIS DE SEDA
BRANCA
_GELIDA_
Cujo Brilho e MACIEZ
Se ADULTEROU
Se PERDEU
SE ENSOMBROU!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
_RESTOU_
*MEU LEITO VAZIO E FRIO*!!!...................
.............................................................................
Escrito por Heloisa B.P.
em Londres, 11/07/04
(as 20H.)
---------------------------------------
---------------------------------------

            _II_
  *UM DIA SEM HORAS*
--------------------------------

As 20 Horas
De um Dia
SEM HORAS
Numa cidade Imensa
Cinzenta
FRIA
Ouco a SINFONIA
Que  se eleva e me chega
Atraves da "Onda Curta"
(ou, "Moderada")
Num Tempo em que
"NADA"
E' um *DO'*
Ou, um *RE'*
Sem *MI*......
....................OU,
Como se, para mim,
Fosse o Som Pungente
Ou... Dolorosamente Dolente
Do VIOLONCELO
Do VIOLINO
Do PIANO
Do TROMPETE
Ou CLARINETE...
CHORANDO
(Que choram todos a uma)
A cada UMA das "NOTAS"
Que MAO DE MESTRE
"ESCULPIU"
Em Papel
Com "riscos e sinais"
_TAIS_
Que os nao entendo
(mas SINTO!)
Os nao Decifro
Mas... me entram
Pelos ouvidos
DO CORPO
_QUEIMANDO OS DA ALMA_!...

...UMA SINFONIA*
DE SONS PUNGENTES
BELOS*
LANCINANTES*...
Que Choram comigo
Ao SOM*
(BELISSIMO)
DESTE *PIANO*
Que, agora, se faz ouvir
A SOLO*
E...
Me "Perfura"
O CORACAO
A cada Tecla Comprimida
(Acariciada)
Por Sabia e TALENTOSA MAO!...

E... entao...

Eu, DANCO NA MENTE*
DANCO NO CORPO*
E, ME ENLACO
No TEU ABRACO
"AO PASSO"
E, ao COMPASSO
DA TUA*
DA MINHA EMOCAO*!!!!!!!!!!!!!!!!!
.........................................EMOCAO DE OUTRORA..............
MAS...
QUE NO MEU CORPO*
E ALMA*
E SANGUE*
VIBRA E TOCA
A TODA A HORA!
_MESMO, AS 20 HORAS_
DE UM DIA SEM HORAS
NUMA CIDADE IMENSA E FRIA
ONDE A NOITE
NAO TEM VESPERAS
_NEM FUTURO_
NEM ESTRELAS*!...
NEM NADA
_DE NADA_!...
PORQUE,
DE *NADA*
SE COMPOE O VAZIO
ONDE O *SOM*
ONDE A MELODIA*
SAO AUSENCIA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!...................................
..............................................................................................
...............................Escrito as 20:15H. de 11/07/04
em londres, por Heloisa.
--------------------------------------------------
--------------------------------------------------

       _III_

 *INDO EU POR AI'...*
------------------------------- 

Indo eu por ai'
Ao sabor do acaso
Ao sabor do vento
Saltitante
De pedra em pedra
Na "Calcada do Existir"
Via correr
Por entre as pedrinhas
Mais brancas e seguras
Ou, mais escuras e escorregadias,
do "verdoso Lodo"
O RIO
Cantante que nem crianca
Em folguedos de encantar...
Ou... Trovejador e cinzento
Que nem o "SENHOR DAS TEMPESTADES"!...
E, eu, de pedra em pedra
saltitando sem Medos
Ao SABOR DO ACASO
E... da Brisa Fresca
Olhava, como quem SONHA
A minha Vida
Correndo nas AGUAS
_Ora Calmas e brilhantes de espuma Branca...
Ora, TURBULENTAS
OPACAS
E, Enleadas de LAMA!...

E...eu, uma vez por outra, escorregava
Nas Pedrinhas
Ou, tropecava nos PEDREGULHOS
Das "Passadeiras"
(Baixas e altas)
DO RIO*
_DO RIO DA MINHA TERRA_
Na Era*, em que os Rios
Ainda corriam, vigorosos,
Em direccao ao MAR!...
OU...
Na expectativa de o Alcancar!...

E... INDO EU POR AI'
DESCALCA DE PES,
_NUA DE ALMA_
Sem Receios
Dos FRIOS
Porque, as temperaturas
Eram AMENAS...

SALTAVA
SOLTA
DESPIDA
(de Preconceitos)
Com a Saia
Generosamente  Molhada
Acima do Joelho... e...
Salpicava
de AGUAS CRISTALINAS
O Vestido
Os OLHOS
E, O CABELO...
E, Enlevada,
ATRAIDA
Pelo correr
(Alem)
das AGUAS
Ja' Vertiginosas
Que se aproximavam
Da QUEDA
Para em CASCATA
(BELISSIMA)
CAIREM...
Eu, Olhava, Via e CANTAVA
E SALTAVA
Entoando HINOS
AO SOL*
_ALTANEIRO e... QUENTE_
IMPONENTE
_LA' NO SEU TRONO_
NOS *CEUS ALTISSIMOS*....
Eu, Atrevida, Desafiava-O
A me QUEIMAR
COBRINDO-ME COM SEU FULGOR*
DEIXANDO-ME *CEGA COM SEU ESPLENDOR*!...
_ESPLENDOROSO BRILHO DOURADO_
DE *SOL AMADO*!!!!!!!!!!!!!!!!!
..........................................................E....
Ao cair da Tardinha
Deitar-me com ELE
De MANSINHO
NO PRADO*
(Ja', entao, "Enluarado")
Vendo ACENDER
A *ESTRELA DA TARDE*
E... SECANDO AS VESTES
(HUMIDAS)
Coladas ao CORPO
_NAO CANSADO_
Mas... ABANDONADO
A BRISA* QUE DESLIZA
(Deslizava)
SERENA,
Deixando um "Friozinho" LEVE
PENETRANTE
(Ate' atingir a "espinha")
Mas, ao mesmo tempo,
de "Olor Adocicado"
Pelos JASMINS!...
E...
ADORMECER
Deixando-me IR POR AI'...
AO "SABOR DO ACASO"
(Nos TEUS BRACOS ACONCHEGADA)
_VENDO_
NOS MEUS SONHOS*
A LUZ DAS ESTRELAS*
*O RIO DA VIDA*
CORRER E SALTAR
_DE PEDRA EM PEDRA_
ATE' A QUEDA
*DESPENHANDO-SE NA CASCATA*
EM *CASCATAS*
PLENAS DE VIDA!!!!!!!!!!!!!!!!!

INDO POR AI', EM ESPUMAS  DE BRANCOS VESTIDA!!!!!!!!!!!
**************************************************Escrito em 11/07/04
as 22HORAS, por Heloisa, em Londres.
**************************************************
AQUI FICA MEU CARINHO, MEU ABRACO!
_Heloisa.
---------------------------------------------
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
****************************************
****************************************
SO' ,MESMO UM POUQUINHO, DA INIGUALAVEL
*FLORBELA ESPANCA*
(Para TODOS AQUELES QUE A AMAM!!!!!!!!!!!!!!!!!!

SO' UM POUQUITO!
**********************

    ***Florbela Espanca***
*************************

    *Anseios*
**********************

Meu doido coração aonde vais,
No teu imenso anseio de liberdade?
Toma cautela com a realidade;
Meu pobre coração olha que cais!

 
Deixa-te estar quietinho! Não amais
A doce quietação da soledade?
Tuas lindas quimeras irreais,
Não valem o prazer duma saudade!

 
Tu chamas ao meu seio, negra prisão!
Ai, vê lá bem, ó doido coração,
Não te deslumbres o brilho do luar!...

 
Não estendas tuas asas para o longe..
Deixa-te estar quietinho, triste monge,
Na paz da tua cela,a soluçar... 

 
***************************************
***************************************
   



    

 






Escrito por Heloísa às 5:16:00 da tarde.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home